Contacte-nos através do nosso email:
cethomar@hotmail.com

5/18/2008

Capela de Santo António em Tomar


A todos os que visitam Tomar por certo passa-lhes despercebido a existência desta capela, dedicada a este santo tão querido dos Portugueses.
Trata-se de uma pequena capela que foi construída no séc. XV no sítio denominado hoje Casal de Santo António, a cerca de três quilómetros de Tomar e perto do Aqueduto filipino.
Este pequeno edifício conservou-se muito tempo em ruína, sendo mais tarde aproveitado para dependência agrícola, sérvio de adega e palheiro, sem contudo lhe terem mutilado qualquer dos seus elementos arquitectónicos.

A capela é formada por um arco gótico do séc. XV, uma abóbada ricamente decorada, da renascença e tendo como retábulo do altar, um nicho, já do séc. XVII.
Na parede do lado do Evangelho estava colocado um pequeno túmulo, em estilo gótico, constituído por um arco-sólido de três arquivoltas alojando uma arca ossário.
Este túmulo pertence a Nuno Gonçalves da Meira, Homem de confiança do Infante D. Henrique e membro da ordem de nosso Senhor Jesus Cristo.

No ano de 1942 o saudoso coronel Garcez Teixeira sugeriu a ideia de que se adquirissem todos os elementos pertencentes à capela, que ainda lá se encontrassem. Para isso forçaram-se negociações e como não se conseguiu a cedência gratuita, foram adquiridos por compra, no ano seguinte.
Retiradas do local primitivo, as respectivas cantarias, foram devidamente arrecadadas, ficando à espera de uma oportunidade para se fazer a reconstituição da capela noutro local mais apropriado e mais acessível aos inúmeros apreciadores do nosso património artístico.
Primeiro pensou-se em adaptá-la à capela de S. Gregório Nazareno, mas por fim achou-se preferível manter este pequeno templo sem alterações ao seu estilo. Foi o que se fez, procedendo-se ao restauro e reconstrução no local onde hoje se encontra, bairro 1ºMaio (antigo bairro Salazar).
Neste projecto foram aumentadas as dimensões do corpo da capela e colocou-se na fachada principal a primitiva porta de entrada.
Para completar o conjunto, foi colocada a rosácea na fachada, as cantarias da Renascença da porta de serviço, nas traseiras do edifício, os azulejos Hispano-árabes do frontal da igreja.

A todos que queiram visitar esta capela, ela fica perto da antiga fábrica da fiação sendo muito fácil encontra-la.
Esta capela esta aberta todas as segundas de manhã para missa, e no dia do seu padroeiro, dia 13 de Junho.
Para a feitura deste post queremos agradecer a simpatia com que fomos recebidos pelas pessoas que tão bem conservam este local. A todos um muito obrigado.
*****

21 comentários:

Anónimo disse...

Bem!que belo serviço que vocês fazem pela vossa cidade,nunca vi nada assim.
Gostam mesmo da vossa cidade!Lindo.....

P.Silva

Anónimo disse...

Obrigada, Azul, por me ter mostrado uma linda capela da minha terra, que eu desconhecia. Quando aì voltar, irei à prura dela. Além de bonita, é dedicada ao meu Santo preferido.
Maria

Anónimo disse...

Vocês são fantasticos.

Maria

Anónimo disse...

João e Azul,existe ipotese de fazerem um mapa para dar com essa capela.

Miguel

Anónimo disse...

Linda capela.

Anónimo disse...

ipotese? será Hipótese?

Anónimo disse...

Proponho que se altere o Bairro 25 de Abril, outrora Bairro Salazar, para Bairro de Santo António.

Manuel Gonçalves

Anónimo disse...

Bem visto!

Anónimo disse...

O local teve o nome de Bairro de Salazar, hoje chama-se Bairro 1º de Maio.

Tiago disse...

Com este trabalho formidável, seria uma pena ficarem por aqui, visto que na periferia da cidade existem várias capelas, privadas, em quintas. E a Capela de Santa Marta, que pouco ou nada se conhece da sua história, seria bom investigar o seu passado. Aqui deixo a minha sugestão.

Anónimo disse...

Obrigado pela sugestão.
É isso mesmo que estamos a fazer neste momento.

João

Anónimo disse...

HORROR EM SANTA MARIA

http://ponto4.blogspot.com/2008/05/inacreditvel.html

Anónimo disse...

Caro ponto4
Eu e o Azul estivemos no local e vimos a devastação que por lá ia.Por respeito à igreja resolvemos não fazer nenhum post sobre este tema ,não queremos espalhar mais a magua que nos vai na alma,nos muitas vezes temos de nos calar para que as gerações vindouras possam usufruir deste monumento,poís a vontade para o fechar não falta a muita gente.
A obra é da responsabilidade da câmara e tem o apoio do IPPAR e ITP,sendo asssim esperamos que o respeito e a dignidade volte a este Templo tão querido para nós.

JOÃO

Anónimo disse...

Respeito?
Nao é uma questão de espalhar mágoa, mas sim de denunciar uma situação inacreditável. Nao se entende o que querem ali fazer. Por favor nao pactuem com os poderes instituidos, mesmo que seja a camara ou o ippar.

Anónimo disse...

Meu amigo nos somos apenas instrumentos nas mãos de outros.
Acho que o João tem razão,alguem limpou o graffite,alguem voltou a colocar a cruz nos seu lugar,o responsavel dos pregos nos pilares foi apurado.
O tempo dos justiceiros acabou.Hoje em dia os bens materiais valem mais, que fazer!!!quem sabe um dia não voltamos a ser puros de novo.
Vamos dar tempo ao tempo.

Anónimo disse...

AVISO
SE ALGUEM TOCAR NO CHÃO DO ADRO DA IGREJA OU PROFANAR AQUELAS SEPULTURAS, NEM SABE O QUE LHES VAI ACONTECER.VAI HAVER SANGUE EM TOMAR.

0+O

Anónimo disse...

Meus amigos vamos com calma.
Não vamos entar por esses caminhos.
O templo de st Maria é um local de paz e não de guerra.

JOÃO

Anónimo disse...

Não posso deixar de concordar com o João “O templo de st Maria é um local de paz e não de guerra.”
Queria ainda acrescentar que se agora todos apreciam as obras levadas a cabo na capela de Santo António estas foram feitas pelo mesmo que continuamente tem crucificado. O reverendo Padre Frutuoso Matias. Ribeiro Salgado.

Anónimo disse...

Sr Ribeiro Salgado,quem fez as obras na capela de sT António foi a população que mora junto a essa mesma capela,foi o povo que comparticipou nas obras.
A Igreja apenas ajudou no restauro do telhado.

Anónimo disse...

Alguem sabe alguma coisa sobre a capela de S.Gregorio?gostaria de saber algo sobre a antiga capela.

Ribeiro doce

Anónimo disse...

Chama-lhe Ribeiro Doce chama.