Contacte-nos através do nosso email:
cethomar@hotmail.com

6/10/2008

Ontem, Hoje e Amanhã

É verdade, o nosso Templo está novamente em obras... não dão descanso aos monges guerreiros que tentam “dormir o sono eterno”…

É interessante percebermos o quanto estas novas modificações, vão melhorar (ou não) o nosso querido monumento.

Deste modo apresento aqui o Olival, que deu nome ao Templo


Postal do inicio do século XX


A Planta elaborada pelos arquitectos da DGEMN antes das intervenções


A planta apresentada em manuscrito do Mestre Raúl da Graça, que em 1932, que desenhou uma proposta de arranjo exterior da Igreja. Arranjo que agora está a ser demolido.
Esta planta de alterações, propõe as demolições a amarelo e as construções a vermelho.
Nota que nem tudo chegou a ser construído, mas das demolições sabemos, pelas fotos o que aconteceu.
(Obrigado ao amigo Rui Ferreira.)


Trabalhos arqueológicos realizados em 1982, junto do Templo de Santa Maria dos Olivais. Nestas escavações puseram-se a descoberto parte do cemitério medieval a cerca de 50 cm de profundidade, onde encontraram também moedas e alfinetes entre outros objectos utilizados na época.
Fonte :Boletim cultural e informativo da Câmara municipal de Tomar nª5 ,de 1983

As antigas escadas, colocadas pela DGEMN


Muitas das pedras (estelas funerárias, entre outras) que foram desenterradas do átrio e da envolvente, nos anos 30, durante a intervenção da DGEMN, estão na colecção UAMOC no Convento de Cristo. Hoje novamente, outras vêm ao de cima…

Escavações arquelógicas junto ao Lar

A futura zona reabilitada, com a rotunda ao fundo...


Plano de reabilitação do flecheiro e Santa Maria do Olival. Na envolvente à Igreja de Santa Maria dos olivais vão se dar três grandes modificações. O trânsito passará por detrás da Igreja, saindo numa futura rotunda junto à Portugal Telecom e em frente à torre surgirá uma praça que vai confinar com um parque de estacionamento. Será mantida a zona de protecção à igreja, valorizando-se os percursos e enquadramento dos dois edifícios existentes. Do lado norte da igreja, o “jardim das oliveiras” (com meia dúzia delas!) será requalificado sendo atravessado por dois percursos pedonais e uma zona de estadia e sombra no seu interior.

Que acham destas obras? Façam o favor de comentar!
Até breve.

159 comentários:

Anónimo disse...

O problema da envolvente a Santa Maria do Olival, é sobretudo antigo, nomeadamente quando se profanou o cemitério templário. Agora, apesar de tudo, creio que se vai dignificar, minimamente, o local.
Lysardo

InsideJob disse...

A dignificação será apenas visual.
Não discuto o projecto mas sim o modo em como se está a implementar o mesmo.

Acho que tudo peca por ligeireza...
Além disso o acompanhamento arqueológico não é panaceia para uma intervenção desta índole.

CARTA DE CRACÓVIA ??? foi pelo Nabão abixo.

Anónimo disse...

A arqueológia que esta a ser feita no local é horrivel,mal feita,parece que estão a lidar com uma lixeira,tratam tão mal as pedras encontradas ,está para lá tudo espalhado,parece um campo de batalha,nunca vi nada tão mal feito.AMADORES

Anónimo disse...

Por acaso nem acho isso! Arquologia, até esta ser bem feita, tendo em conta que apenas se pode faer o levantamento.
No entanto tambem critico as obras, pelo modo que tem sido feito, muito abandalhado e às tres pancadas. que qualquer maneira acho que pior seria se o forum fosse cronstruido na zona do mercado... penso que seria um forum subaquatico todos os invernos...

Saudações fraternas

Anónimo disse...

Quando as obras estiverem concluidas, eu dou a minha opinião.
Até lá, não sei. É, um pouco como as operações de estética. Podem resultar ou, ficar pior.
Espero, sinceramente, que no caso, seja a primeira hipótese.
Não façam intervalos tão grandes.
Gosto de vos ler. É a forma que tenho de não me sentir desterrada, da minha terra, que adoro.
Parabéns pelo vosso trabalho.
Maria

Anónimo disse...

E com isto tudo já levantaram 620 esqueletos humanos.
Quem for a ST Maria não se assuste,no raio de 50 metros a volta da igreja é só ossos por todos os lados.,até na estrada a ossos por todo lado,nem uma vedação existe em volta.Que grande confusão que por lá vai.
Já agora a título de informação as ossadas são do séc 18,não é do cemitério medieval.

Pedro

Anónimo disse...

Eu até já vi cães com ossos na boca a rondar por lá a noite.
É uma vergonha o que se lá passa.

Anónimo disse...

E o que fazem ossadas do séc. 18 no local?

Kant disse...

O que mais me assusta é o facto de terem permitido a construção de uma das vias rodoviarias que tera mais transito em Tomar mesmo ao lado da dita Igreja, isto tendo em conta que havia outras alternativas sobre a mesa.
‘Teimosia’ politica ou ignorância cultural?

Anónimo disse...

HORRÍVEL!

A intervenção revelou-se precipitada e medíocre. Falta-lhe ambição estético-arquitectónica e notam-se também deficiências várias na aplicação de critérios científicos que deveriam nortear uma obra deste calibre. Nomeadamente tendo em vista a protecção de um monumento com valor histórico inquestionável.

Talvez tivesse sido melhor terem estado quietos...

Eu explico:

1ª - Quando se faz uma intervenção deste tipo, deve-se pretender melhorar a ligação e o enquadramento do monumento ao espaço envolvente, tornando-o mais atraente. O antigo "cemitério templário", porque faz parte do conjunto monumental que se deveria preservar, merecia portanto um melhor aproveitamento urbanístico, o que não acontece.
As plantas de obra e o trabalho de campo já desenvolvido revelam que o único objectivo da intervenção foi o de facilitar a introdução de uma via rápida junto ao mesmo, tendo faltado portanto ambição em renovar com inteligência todo o espaço.

2º - Por outro lado a intervenção deveria ter em conta o valor histórico do monumento em questão e não o desproteger ainda mais dos nocivos fumos dos automóveis. Aspecto que será agravado de forma substancial. Para além de não terem sido previstas medidas minimizadoras do impacte de uma via rodoviária com essas características, pretende-se "despir" ainda mais o templo, alterando o relevo envolvente ao mesmo.

FM

Anónimo disse...

Amigos.
As ossadas e esqueletos encotrados na envolvente de Sta Maria não são do Séc. XVIII como alguem aqui refere. Aquelas ossadas são do séc XV, XVI e vai até meados do Séc. XVII. Podem perceber isso muito bem.

Além de quem for visitar as escavações, até conseguem perceber as varias camadas das sucessivas ocupações através da estatigrafia que fizeram em diversas zonas...

O que ainda não percebe é porque tudo aquilo que encontram (não só as ossadas vão para Torres Novas), quando temos um departamento numa escola superior de Arquelogia, além de que grande parte dos arquilogos mais influentes do pais, trabalham em Thomar...

Não percebo nada disto... mas acredito que as melhorias poderam começar a surgir na nossa cidade!!!

Tenha pena que o Paiva não tivesse vindo para Tomar nos anos 50, pois segundo comentarios ditos por ele, refere que tinha preservado todos os vestigios que encontrasse na parte nova da cidade (que hoje sabemos ser a parte mais antiga da cidade), mas o que é certo é que se ele preservasse tanto aqueles vestigios que encontrou na zona do pavilhão e estadio novo, hoje teriamos possivelmente o mesmo patrimonio preservado (ou seja NADA!).

Não é preciso ser um grande arqueologo, arquitecto ou historiador para se perceber que Sellium, teria maiores dimensões que muitas civitas da altura... Mas o mais surpreendente ainda é o facto de todo o patrimonio desenterrado, e esse sim não é assim tão pouco!!!, não seja aproveitado! pois garanto vos que daria um delo Museus!
Tal como no convetno de Cristo fazer uma especie de recolha do patrimonio que lhe pertence e criar um Museus vivo sobre a Ordem dos Templarios, a Ordem de Cristo e os Descobrimentos, visto que tudo se passou ali, Tenho a certeza que ficaria um monumento muito mais atraente para quem o visita, pois a sua historia fica transmitida, não apenas pelas pedras que actualmente se encontram...

não sei qual é a ideia da Camara... mas vamos tentar perceber a situação de Tomar:
* Comercio na zona velha, está a morrer aos poucos, muito por culpa das obras que se fazem ( e tem de ser feitas), mas demoram tempo, a mais, pois abrem e fecham o mesmo buraco duzias de vezes, é absoluto exagero, perda de tempo e dinheiro.
*habitação, temos a mais, e mais cara que por exemplo Abrantes, Torres Novas, Entroncamento, que tem melhores acessos
*Industria, está parada completamente, uma solução viavel, seria criar incentivos para as industriar se fixaram na zona industrial, como venderem ou alugarem os terrenos mais baratos, etc, etc...
*Turismo, amigos, esta cidade poderia ter muitos mais visitantes que Obidos, que actualmente é a vila mais visitada de Portugal, basta criarem condições para receber autocarros, turista, etc, etc, pois apenas 1/10 dos turistas que visitam o convnteo, descem á cidade! é uma vergonha!

Apos isto tudo, e desculpa o meu desabafo, penso que á que tomar mos medidas e dar nova vida a esta cidade!
Criar actividade, dinamizar os seus habitantes, para varios enventos para todas as cidade, e por favor ! REABRAM o parque de campismo enquanto não encotnram uma solução, pois é lamentavel, um parque em optimas condições, magnifico mesmo, estar com os trabalharores ao serviço e não terem visitantes!

Aproveito para dizer que a nova ponte foi construida com os dinheiros da POLIS, que inicalmente seria para revitalizar as margens do Nabão até ao Açude de Pedra, onde neste seria criado um parque de campismo... Por favor! Tomem consciência!

Cumprimentos

António Ferreira

InsideJob disse...

Amigo António Ferreira acho que tem muita razão.

O facto de os materiais "irem para Torres Novas" poderá prender-se com uma de duas coisas; ou a firma de arqueologia tem instalações em Torres Novas ou os materiais estão a ser encaminhados para as instalações mais próximas do ex-IPA, Instituto Português de Arqueologia.

De qualquer modo é com grande pena que tomei conhecimento desse facto.

Por favor não deixe de testemunhar as suas observações e de opinar sobre o que acha melhor para Tomar. Este seu Forum agradece.

Anónimo disse...

amigos alguns ossos foram analisados por medicos legistas e contastado são do sec XVIII.Ali ficava o cemiterio primitivo da cidade,antes de ser instalado no sítio onde esta agora.

Anónimo disse...

... Então todos os ossos são do Sec. XVIII, bem me pareçia que aqueles arqueologos eram aldrabões!!!
Isto quer dizer que Tomar, nunca teve cemitério antes, ou melhor, que só começaram a ser enterrados os mortos no Sec. XVIII.
Isto então remete nos à profunda questão... Os templarios existiram?

Filosofo

Anónimo disse...

só prova que a educação vai de mal a pior... além da saude...

Esses medicos devem ter tirado o curso na farinha amparo...
ou então encontram os ultimos 2 esqueletos que morreram no sec 18!!!
Por favor! não atirem areia para a cara...

"Em casa onde não há pão... toda a gente ralha e ninguem razão"!!! é o mesmo que se passa em Tomar!!!

O Padeiro

InsideJob disse...

Há aqui muita confusão meus caros.
A análise dum médico legista NUNCA pode ser vinculativa para uma datação máxima de uma ossada.
Já aqui se disse que o "cemitério" de S. Maria do Olival remonta a séculos anteriores, portanto não sei qual o problema de haver ali ossadas de outras épocas, OU NâO!!!

Será que sendo do séc 18 a ossada é menos valiosa ?

Em que aspecto, não é templária?
Mas se for de um Cavaleiro da Ordem de Cristo? (pouco provável, mas postulemos isso?)
Discute-se o quê ???
Se os ossos são menos históricos do que deviam ser ??
Se vale mais a pena deitar os ossos aos cães??

Mas tá tudo doido ou quê, seja apenas histórico, ou digno de reverência, o local está a ser mal intervencionado!!!

Desde a primeira hora que falta planificação, o destino puramente científico das ossadas deverá ser ponderado, 600 ossadas são demais como documento....

Parece-me que os defensores da dignidade das ossadas também têm razão...

Este problema de dupla amplitude, não está resolvido, não vieram a público reacções da CMT,

Planeamento O - Alheamento 1

A falta de "massa crítica" desta edilidade para as questões do Património é apenas comparável à sua fragilidade política.

Anónimo disse...

Coitadas das pessoas que lá foram enterradas,nem ao fim de 9,7,6,5,4,3,seculos tem descanso.
As ossadas em volta de St Maria já foram remexidas 3 vezes.A ultima foi em 82.
Já agora os senhores arquiologos e demais empreiteiros não querem vire levantar os corpos no cemiterio de carnide ,esses ainda estão inteiros.
Já que ninguem o faz e esses senhores são especialistas.
DEus me perdoe

Anónimo disse...

Boa questão Sr Filosofo.
Os templários existiram ou não.
Aqui esta um tema que da que falar.

EXISTIRAM,EXISTEM,VÃO VOLTAR A EXISTIR

MÍSTERIO

MARIA DAS DORES

luismatos disse...

Quem planeou e agora executa a obra não tem culpa. Não faz mais do que aquilo que sabe fazer. Não se pode culpar a serpente por ser serpente e engulir as vítimas sem mastigar. Lá se vai o património sem mastigar!

A culpa é dos mirones que ficam a olhar a obra e não fazem nada. Uma voz isolada não passa de um quixume. Várias vozes são um coro. A sociedada ecivil organizada pode o que apenas um, isolado, pode sonhar.

E isto é só o início. Os tempos que se aproximam em Tomar parecem vir a ser bem piores...

Anónimo disse...

Nem sabes da missa a metade.

+

Anónimo disse...

« E isto é só o início. Os tempos que se aproximam em Tomar parecem vir a ser bem piores... »

Por isso é que vendi o meu apartamento em Tomar e comprei uma moradia nova no Entroncamento.

Os que ficarem que vão pagando os erros de Paiva e Companhia. Pois eu, para esse peditório já dei tudo quanto tinha a dar!

JM

Anónimo disse...

E Lá vamos voltar ao sec 8 e 9,quando Tomar foi destruida e depois ficou deserta até a chegada dos Templários.
Como Tomarense sinto nojo das pessoas que governam a nossa cidade,vai da esquerda a direita.
Como pode uma cidade como a nossa ser destruida do seu patrimonio.
Até graffites na igreja de S.João já fizeram,logo na parede de fronte,já não chegava em St Maria.
Estou muito mas muito triste.
Uma cidade como a nossa não merece isto,toda a Historia de Portugal esta aqui escrita na nossa cidade..
Desisto!!!!!!!!!

Anónimo disse...

reclamação:
Muralhas do castelo a cair...
Porcaria de trabalho de restauro na charola.....
claustros a cair.....
Cemiterios vandalizados (medievais e anteriosres) ......
igreja de St Maria violada(adro)....
50%das igrejas do concelho tem os altares em risco de cair(ver em Cem soldos um exemplo gritante)...
Convento de ST Iria em risco de Ruir totalmente....parte já se foi....
Porta principal de S João batistas,por entre o trabalhado na pedra estão varías bolas de fUtebol presas,(deixam jogar a bola contra a igreja.....
capele de nossa senhora da piedade,varías vezes roubada,....Senhora da conceição sempre fechada....s Gregorio sempre fechada tal como s Lourenço...E fIco por aqui já me doi a cabeça

InsideJob disse...

Aí óóó !! Sr. Anónimo!!

Não misture alhos com paspalhos!!

Qual muralha do castelo a cair?
Qual restauro manhoso na Charola??
Quais claustros a cair??

Mostre-nos...

A Ermida da Conceição esteve aberta e o Sr. Anónimo fartou-se de lá ir, não foi??
Com a namoradita, ou esposa, à noitinha, não é??

Não misture as coisas...
Tou a ver que tem jeito prá política, ou então para incendiário ...

Anónimo disse...

Meu caro ou senhor é cego ou não quer ver.
Quanto a charola o senhor ou senhora,n sabe nada de arte ...quanto a muralha quer uma visita guiada ou sera que só lá vai a noite,ai nada vê de certeza.
Vá ao claustro da nicha ,veja os ferros a segurarem parte do teto.
Já agora mostre a capela da Senhora da conceição aberta...que 1,2,3 dias!
Jeito prá política EU,meu caro eu já não voto á mais de 15anos,sou serio demais para me meter nessas coisas.O Político mais serio já morreu a mais de 2000 anos,dai para cá .....
Estou a espera que ele volte para voltar a votar.

InsideJob disse...

Muito bem estou perante um entendido...

A Charola acabou de ser intervencionada por uma equipe de trabalho multidisciplinar que conta, entre outros, com as mesmas pessoas que restauraram a Torre de Belém e o Claustro dos Jerónimos, os técnicos de pintura mural são dos melhores do país, mas se isso não chegar, foram coadjuvados por pessoal do Instituto Central de Roma, que caso não saiba, é dos 3 melhores de Itália . . .
Da Muralha e presumo que fale da do Castelo, diga-me por favor, Sr. Engenheiro, onde encontra locais de eminente colapso ou mesmo fendilhação VERTICAL!!!.
Quanto ao Claustro da MICHA, se vê lá ferros são dos anos sessenta, correspondendo a intervenções de restauro das cantarias.
Local em PERIGO no Convento visitável, não há nenhum!!, se o houver, mesmo remotamente está isolado do público.
Estará a confundir com o Cl. da Hospedaria onde há dois esticadores a segurar um fecho de arco e uma nervura, por precaução?
Quanto à Capela quer o quê? um funcionário a toda a hora para lá irem 10 pessoas por dia, se muito??
Faça como eu, marque uma visita, telefone...Mas depois não se queixe porque aquilo lá dentro não tem nada que ver, à parte, claro, da arquitectura... mas como eu sou agricultor não gosto muito.
Quanto a Cristo ou César, depende de quem fala, nem um nem outro foram políticos, foram visionários.
Gente de ideias fixas, como V. Exª.!

Anónimo disse...

Vamos ponto por ponto:

"A Charola acabou de ser intervencionada por uma equipe de trabalho multidisciplinar que conta, entre outros, com as mesmas pessoas que restauraram a Torre de Belém e o Claustro dos Jerónimos,"

- E isto quer dizer o quê? Todos sabemos que os mercenários podem fazer um bom trabalho para funcionar como cartão de visita e nos trabalhos subsequentes colocarem juniores à frente para ganhar mais uns cobres.

"os técnicos de pintura mural são dos melhores do país, mas se isso não chegar, foram coadjuvados por pessoal do Instituto Central de Roma, que caso não saiba, é dos 3 melhores de Itália . . ."

- Idem. Nestes trabalhos a supervisão é importante e não houve tal, nem tão pouco foi assegurada uma fiscalização capaz.

"Da Muralha e presumo que fale da do Castelo, diga-me por favor, Sr. Engenheiro, onde encontra locais de eminente colapso ou mesmo fendilhação VERTICAL!!!."

- Muralha degradada há em vários locais. dê uma volta pela Cerca... Quanto a locais de eminente colapso... deixe cair umas boas chuvadas e pode ser que tenha uma desagradável surpresa. Só espero que ninguém se venha a magoar!

"Quanto ao Claustro da MICHA, se vê lá ferros são dos anos sessenta, correspondendo a intervenções de restauro das cantarias."

- Mas não só. Alguns estão lá há menos de uma dúzia de anos e respeitam a trabalhos que remedeavam situações urgentes e para as quais nunca houve/havia dinheiro do Estado.

"Local em PERIGO no Convento visitável, não há nenhum!!, se o houver, mesmo remotamente está isolado do público."

- Também era melhor os visitants correrem risco de vida, não era?

"Estará a confundir com o Cl. da Hospedaria onde há dois esticadores a segurar um fecho de arco e uma nervura, por precaução?"

- É um exemplo. Ou melhor um mau exemplo de uma intervenção de remendo, completamente desenquadrada das boas normas da restauração arquitectónica de edifícios históricos.

"Quanto à Capela quer o quê? um funcionário a toda a hora para lá irem 10 pessoas por dia, se muito??"

- E porque é que não fazem uma concessão de um café-esplanada junto da Capela, e o concessionário teria que assegurar as visita e a guarda no edifício? Mas nem sei para que é que estou a dar ideias. São apenas pérolas a porcos...

"Faça como eu, marque uma visita, telefone...Mas depois não se queixe porque aquilo lá dentro não tem nada que ver, à parte, claro, da arquitectura... mas como eu sou agricultor não gosto muito."

- Se calhar por ser agricultor é que não percebe nada do que aqui escreveu, inclusivamente sobre edifício históricos que afiança estarem bem de saúde...

"Quanto a Cristo ou César, depende de quem fala, nem um nem outro foram políticos, foram visionários.
Gente de ideias fixas, como V. Exª.!"

- Se diz que JC foi um teimoso, a História parece ter uma outra ideia a esse respeito. Mas como o sr. não percebe nada disso, e apenas de nabos e cebolas, é melhor ficarmos por aqui antes que se "enterre" mais (que como muito bem sabe é um termo agrícola...).

Atenciosamente,

LM

InsideJob disse...

SR. LM

Como pode afirmar que não houve uma fiscalização do restauro capaz?

Quantas mais chuvadas quer que caiam, não lhe vou dizer que a muralha está tão boa como no tempo de D. Manuel, mas não seja alarmista.

Quanto à falta de dinheiro do Estado não me venha falar disso... Sinto-o na pele.

Os tais reforços podem ser feios, mas é a vida.

Finalmente, entenda que uma esplanada junto à Ermida talvez não reunisse o apoio dos Tomarenses...

SR. Anónimo, ou Sr. LM, V. Exª. tem vindo a revelar as "suas cores", admita como eu, que no que respeita ao património é um mero "treinador de bancada", com direito a opinião mas sem direito a suscitar alarmismos sobre assuntos que domina pouco, pondo em causa o esforço de promoção desta cidade, que alguns ainda vão fazendo.

Anónimo disse...

SR. LM

"Como pode afirmar que não houve uma fiscalização do restauro capaz?"
- Eu não a vi actuar.

"Quantas mais chuvadas quer que caiam, não lhe vou dizer que a muralha está tão boa como no tempo de D. Manuel, mas não seja alarmista."
- No tempo de D.Manuel? A muralha actual é bem mais recente... Quanto às chuvadas, lembre-se que estamos a atravessar um ciclo climático mais seco do que o habitual.

"Quanto à falta de dinheiro do Estado não me venha falar disso... Sinto-o na pele. "
- E porque será? Ou melhor, será que pensava que a crise não tocava a todos?

"Os tais reforços podem ser feios, mas é a vida."
- Não, não é a vida. É trabalho mal feito. Pouco profissional. Quando se gasta dinheiro público deve-se ser exigente e não pactuar com soluções "mal-amanhadas". Por haver muita gente a pensar assim é que continuamos a desperdiçar recursos e não melhoramos.

"Finalmente, entenda que uma esplanada junto à Ermida talvez não reunisse o apoio dos Tomarenses..."
- De facto dou a mão à palmatória. É mais fácil para todos ter a Ermida fechada. Os turistas agradecem, até porque vão-se embora mais depressa.

" SR. Anónimo, ou Sr. LM,
V. Exª. tem vindo a revelar as "suas cores", "
- Engana-se. Não tenho "cores", não tenho votado e não tenciono votar nos próximos tempos. Não quero pactuar com esta mediocridade que nos (des)governa.

"admita como eu, que no que respeita ao património é um mero "treinador de bancada", com direito a opinião"
- Sim, um treinador desinteressado, cujo sustento não passa por andar a vender a banha da cobra a autarcas e outros tais e a viver na dependência de subsídios públicos. Prefiro ser desinteressado a mercenário da História, como grande parte dos técnicos da área.

" mas sem direito a suscitar alarmismos sobre assuntos que domina pouco,"
- Erro seu. Um engenheiro civil há partida tem mais conhecidmentos sobre estruturas do que um historiador. Ou um agricultor...

"pondo em causa o esforço de promoção desta cidade, que alguns ainda vão fazendo."
- Não estou a pôr em causa promoção nenhuma, pelo simples facto de não se vislumbrar a mesma. Antes pelo contrário, assiste-se a um lento agoniar de canto de cisne que tem apagado o brilho que esta cidade continha.

LM

Anónimo disse...

Já alguem falou sobre as pedras com inscições que foram destruidas pelas naquinas em ST Maria???????????????TOU FARTO

InsideJob disse...

Sr. Engº LM.
Noto que V. Exª. está muito bem informado e que tem também convicções muito fortes acerca de várias facetas da coisa pública.

Nunca pretendi usar a palavra "cores" como insinuação de qualquer filiação política em particular, nem tampouco se poderia, das suas palavras aqui escritas, aquilatar tal coisa.

Como agricultor, nunca poderei almejar a clarividência de V. Exª. que garante não ter havido fiscalização a um restauro da Charola. De facto não o posso aqui afirmar, por várias razões, mas também pelo facto de ser apenas agricultor.

Também em história me bate aos pontos, a muralha do Castelo terá sido reconstruída totalmente depois de D. Manuel, fazendo, portanto, autores dessas nobres paredes os Srs Engenheiros da Direcção Geral dos Edifícios e Monumentos nacionais precedidos pelo Sr. Conde de Tomar.

Quanto ao "mercenarismo" de certos indivíduos que orbitam na esfera da história e presumo que inclua a arqueologia, dá-me a ideia que os conheça muito bem para poder afirmar tal coisa.

Eu cá não, e como não habito em Tomar, estou arredado das frustrações dos seus habitantes, no que respeita ao que Tomar já foi e hoje é.

InsideJob disse...

Quanto às pedras destruídas pelas máquinas em Santa Maria, é só ver as fotos deste Blog...

Os arqueólogos que acompanham a obra são apenas assistentes de retro-escavadora, Arqueologia moderna!!
Falta de planeamento, incúria, vergonha da CMT!

Anónimo disse...

NÃO SOU DE TOMAR,MAS SOU PORTUGUÊS,ESTOU CHOCADO COM O QUE VEJO, O QUE ESTA A SER FEITO EM TOMAR É UM ATENTADO.
ONDE ESTAO OS GOVERNATES NACIONAIS,ONDE ESTA A UNESCO,O ESTADO PORTUGUÊS TEM DE SER CONDENADO POR ISTO.VERGONHA VERGONHA,VERGONHA.
SÓ ESPERO QUE O CENTRO COMERCIAL NO SÍTIO DO ACTUAL MERCADO NÃO AVANÇE,BEM ERA MELHOR...
PORRA DE PAÍS(DESCULPEM O DESABAFO)TENHAM VERGONHA.

Anónimo disse...

O que maquinas a fazer escavações arquiologicas ???????não acredito.
Bem .....tou parvo.

M

InsideJob disse...

Eu não disse que são as máquinas a fazer a escavação arqueológica !!
O que aconteceu foi que INICIALMENTE houve uma fase NÂO acompanhada ou mal acompanhada pela arqueologia. Neste momento, e dada a avassaladora quantidade de materiais, o trabalho arqueológico é refém da retrescavadora. Ainda assim é bem melhor do que há dias atrás, quando as máquinas trabalhavam às 10 horas da noite de um feriado....
Urgência ou atropelo.
À mulher de César não lhe basta ser séria, e cheira-me a perfume barato...

Anónimo disse...

O que vale é que faltam dois meses para acabar esta obra.
Que inferno.

Pedro Silva

Anónimo disse...

Caro Insidejob,

As suas intervenções levantam-me uma pequena questão.

- A que se deve a sua ofensiva sistemática à intervenção junto de Santa Maria do Olival (que também subscrevo) quando por outro lado defende com unhas e dentes as intervenções mais recentes na Charola e no Castelo dos Templários? Será que temos gato escondido com o rabo de fora?

LM

InsideJob disse...

Não confunda o gato com a lebre :-)
Não vá por aí!
O meu anonimato pretende ser honesto, veja os posts antigos deste blog!
Vai ver que não sou mau diabo!
Nada me move contra ou a favor desta ou daquela instituição, sou um espectador. Na maior parte das vezes por interposta pessoa, portanto creia que tenho real distanciamento dos assuntos...

InsideJob disse...

Mas Sr. LM, sobre a Charola, veja este site:

http://charola.blogs.sapo.pt/

Palumbar disse...

DA MAILLING-LIST Archport:
(pedido de arqueologos e antropologos):

A GeoArque pretende contratar arqueólogos e técnicos de arqueologia, com experiência, para reforçar a equipa de escavação arqueológica, de período medieval, em Tomar.

Exige-se:
- Dinamismo;
- Sentido de responsabilidade e espírito de equipa;
- Disponibilidade imediata.

Pede-se a todos os interessados que enviem os respectivos CV's para geoarque@netcabo.pt
----------------------------------
A GeoArque pretende contratar antropólogos com experiência na área de Antropologia Física para reforçar a equipa de escavação arqueológica, de período medieval, em Tomar.

Exige-se:
- Conhecimentos em levantamento de ossadas;
- Dinamismo;
- Sentido de responsabilidade e espírito de equipa;
- Disponibilidade imediata.

Pede-se a todos os interessados que enviem os respectivos CV's para geoarque@netcabo.pt
-----------------------------------

E ENTÃO A OBRA TEM TIDO OU NÃO ACOMPANHAMENTO?

Anónimo Mesmo disse...

Claro que tem

Mas agora é que são elas,
Aqui del Rei que quero casar a minha filha em Setembro...

Má planificação.... da CMT.

Anónimo disse...

Ouvi dizer que o estado se esta a perparar para parar estas intrevenções em Tomar.
Acabasse a ponte e fechase os buracos abertos.
Ponto final.
Vão escavar para .....isso mesmo.

Anónimo disse...

Nao gosto do LM, parece um ditador facista.

InsideJob disse...

Sr. anónimo, por favor não insinue coisas dessas. Parece mal.
O Sr. LM tem direito à sua opinião. Como eu tenho direito à minha.
Note que este forum é bastante ecuménico.
Se quiser chamar nomes a alguém aqui neste blog, seja mais literário...
Se não se identifica com as linhas de pensamento de LM, diga antes que o acha cristalizado mas não cristalino... ou qualquer coisa, mas insultos não OK??

Anónimo disse...

Vamos manter o nível no debate .
Esta a ser muito construtivo.
Vamos defender Tomar e a sua Hístoria.
Espero que outros blogs estejam a fazer o mesmo ,por Tomar e com Tomar.

JOÃO

Luis de Matos disse...

Mesmo pecando por excesso, o LM tem razão. Neste caso, venham mais LMs para que se tome atenção, para que se disvuta e cuide da nossa herança como deve ser e menos gente que tem uma fezada na Admnistração Pública, que nos tem dados algumas pérolas ao longo dos anos quem nem vale a pena referir...

Anónimo disse...

Peço desculpa se utilizei expressões exageradas. Julgo que percebem o que quis dizer. Detesto ver gente para quem nada está bem. Sao demasiados zeladores pelas coisas, normalmente as que lhes interessam sem ver o que as rodeia.
Desculpem-me...
Eu até acho que no meio disto tudo o convento até nao está assim tao mal, podia estar melhor mas podia estar tb bem pior. Mas nao podia o mundo tb ser melhor. etc

InsideJob disse...

dizem os espanhóis; Vale, Vale!

Anónimo disse...

Meus caros,

1º - O blogue de propaganda ao restauro da Charola do Convento de Cristo é isso mesmo, publicidade. Nada refere sobre uma eventual fiscalização a esses trabalhos. Quando é que os donos de obra se convencem que estas equipas não podem continuar a actuar em roda livre?
No entanto aproveito para reconhecer que esta intervenção é positiva e, como em outras situações similares, não se deve colocar a questão de "statu quo" (nada fazer), mas de que a intervenção seja a melhor possível. Se tal fosse norma as coisas estariam bem melhores.

2º - Em relação à notícia da "GeoArque" e de que "o Estado se estar a preparar para parar estas intrevenções em Tomar, logo que seja terminada a ponte", quero apenas dizer que infelizmente tal revela, simultaneamente a) a falta de cultura do dono de obra (neste caso da ponte) que apenas realiza a tarefa arqueológica para cumprir a lei (e para o período em que a mesma se revela indispensável para os trabalhos que contratou), e, b) a incapacidade dos historiadores e arqueólogos em terem actuações sustentáveis e que ultrapassem a mera necessidade pontual de acompanhar alguns trabalhos em zonas à partida necessitadas de acompanhamento arqueológico, e sobretudo quando estão em causa verbas da União Europeia.

3º - Por tudo o que atrás refiro e tendo em conta que um eventual Centro Comercial no sítio do actual mercado será sempre efectuado pelos privados, sem verbas da União Europeia, temo que não existirá qualquer acompanhamento arqueológico desses trabalhos.


LM

Anónimo disse...

Agora gostei.
Eu também gostava de ver mais trabalho de campo em Tomar.

Anónimo disse...

Eu não!!!Chega de ganhar dinheiro a custa de Tomar.
A cidade esta uma vergonha por causa desses empatas .
Deixem os Nabatinos em paz.
O que vocês querem sei eu!!!!!mas de lá nada levam poís á muito foi levado de lá eheheheh....

Arnaldo P.

Salomão disse...

concordo com certas coisas que foram ditas.. contudo as vezes mais vale mal restaurado do que não restaurado... contudo continuo a dizer que as escavações realizadas junto a Santa Maria dos Olivais poderiam ser muito mais concluisivas, do que apenas os 600 e tal corpos encontrados... pois de certo que se encontraria algo romano, para não dizer algo anterior... Mas é de referir que na altura do calcolitico, a "cidada" da altura era situada na zona da Fonte quente... como podem reparar atraves das dimensões desse povoada...

voltando as obras que tanto atormentam os tomarenses que pareçem não se verem livres delas tão depressa, pois ainda não acabaram de abrir buracos na zona velha ( e na nova também) já querem construir um forum, junto ao rio... em vez de preservar o que resta do verdadeiro forum!!! TRISTES!!!
Com tanto projecto que desenvolveria Tomar, vão investir em mais um projecto da tanga!
AVANCE i IC3 em direção a Coimbra! já devia ter sido feito á 30 anos!! miseria!

Salomão

Anónimo disse...

Em vez de fazerem coisas para fazer com que as pessoas fiquem em Tomar,não! fazem pontes para elas passarem depressa para nem sequer pararem.
Assim não TOMAR.
Daqui a 20 anos as obras estão prontas...

Anónimo disse...

Uma vez que o Olival em redor do templo está em redução, proponho que o mesmo seja rebaptizado em Igreja de Santa Maria.

Anónimo disse...

Caro Armando P,

Com que então Tomar está uma vergonha por causa dos empatas dos arqueólogos?.
- Olhe que não, olhe que não. Se não fossem estes, Tomar seria uma cidade igual a centenas de outras por esse planeta fora, sem nada que a destinguisse das demais, sem cultura e sem memória. Uma espécie de Quarteira no norte do Ribatejo.

Anónimo disse...

Para o Anónimo das 1:41 PM,

E que tal
« Igreja de Santa Maria do Pó »?

Anónimo disse...

Então aquela foto é de 1982,então para que fazer estas novas escavações.
Um !um!

InsideJob disse...

a intervenção de 1982 foi uma gota no oceano, meia dúzia de túmulos e respectivas ossadas....

Foi feita com cabeça, tronco e membros. Os resultados foram divulgados em mais que uma publicação e em várias conferências.
O responsável por essas escavações foi o José Beleza Moreira.

arlinda ribeiro disse...

já agora, com tanto conhecimento de causa, poderia o sr. Anónimo esclarecer-nos sobre o que deveria ser uma fiscalização eficaz, quem a deveria fazer e já agora o que encontra na intervenção da charola que o leva a fazer tais afirmações.

Pois não sei o que viu da fiscalização da Charola, mas gostava de saber!

Anónimo disse...

Se calhar ele está como eu... não viu nada (da fiscalização).

Anónimo disse...

Já não percebo nada. Isto está uma confusão... ou então sou eu que sou de raciocinio muito lento.
Afinal há ou não fiscalização na intervenção que está em curso na Charola? E já agora quem é que a faz?

António Antunes

Olivier de Gand disse...

Dá-me ideia que é o Departamento Conservação e Restauro do IGESPAR...., ainda deve ser acompanhado pela firma que deu o mecenato, a CIMPOR, e se calhar o ICOMOS e a UNESCO também são informados.... Não sei!
Calculo... Desculpem sim?

Anónimo disse...

Conversa de parvos essa da fiscalização... sinceramente.
Nem lhes vou dar algum tipo de esclarecimento. Dirigam-se ao IGESPAR e terão o esclarecimento apropriado.

Azul disse...

Amigos.
Confio na intervenção realizada, tanto que tive varios colegas de escola a efectuar esse trabalho! Além de que a empresa responsável é de confiança!

Amigos, estamos a combinar nova data, para uma jantarada de convivio. Que tal dia 19 de Julho (mês 7)de 2008, as 18h em Frente ao nosso Mestre Gualdim?

Abraços

arlinda ribeiro disse...

Qualquer obra de restauro tem o acompanhamento e a fiscalização do dono da obra ou de alguém por ele contratado. Neste caso, o IGESPAR, fez a fiscalização da obra, pois tem técnicos especializados nos diversos materiais existentes na decoração da Charola.
A equipa que executou o trabalho, tem trabalho feito que justifica a sua escolha para a intervenção realizada.
Se persistirem as duvidas, é só perguntar, estamos ao seu dispor para qualquer esclarecimento.

Rui Sousa disse...

Olá Arlinda!

Eu sou um visitante constante no convento de cristo, especialmente para ver a Charola (tenho um plano de ganhar no euromilhões e mandar erguer uma, ainda não foi nesta semana, mas vamos lá ver).

Eu tenho uma dúvida simples, se calhar a senhora poderá retirar esta dúvida.

Não especificamente na charola, em sí, mas na sala do capítulo, parece-me que andaram a passar cimento sobre as pedras. Inclusive na sala abaixo da sala do capítulo isso parece que ocorre novamente.

Quando a igreja de Santa Maria dos Olivas foi restaurada nos idos dos anos 40, muito do pórtico em pedra que se encontrava em estado lastimável foi refeito com pedras novas.

Não querendo desconfiar do trabalho feito pela equipe atual, pois não sou especialista em restauro para estar a criticar, mas temo que esteja a ocorrer aqui um pouco da mentalidade do que foi feito em Mértola.

Em Mértola o IPPAR (com seus engenheiros e arquitectos especializados) decidiu por obras no castelo de Mértola e para contrastar entre o "novo feito" e o "velho existente" optaram por colocar mármore branco (aquele que se usa em campas e casas de banho de centros comerciais) no castelo medieval e imediações, sendo o resultado, para um leigo como eu, simplesmente de chorar.

Ah sim, já agora, quem for a Mértola não aconselho a subir ao castelo com a mínima chuva, além de parecer uma grande casa de banho, o mármore no chão também é muito escorregadio.

Mas pronto, sendo aprovado por um arquitecto do IPPAR, então deve estar tudo bem.

Anónimo disse...

Caro Rui Sousa,
Não seja inoportuno. Claro que está tudo bem.
Não sei se já reparou, mas estamos perante um conjunto de "iluminados" que trabalham no restauro, com o aval e a benção do IRAR, a quem é permitido tudo e a quem ninguém pode fiscalizar. À excepção dos senhores super-poderosos do IRAR.
Por isso é ficaram todos incomodados quando se tocou neste tema sensível e se levantaram furiosos questionando: Fiscalização para quê? E por quem?
É que, embora proliferem empresas de restauro - todas muito respeitadas e com créditos firmados - neste domínio não há concursos públicos. Porquê?

Anónimo disse...

IRAR?

Sergio Santos disse...

Não há concursos publicos!??! Voçês não sabem do que falam! Vão mas é cavar a terra (comó outro que praí anda!). Mas tanta indignação porque? o que foi feito na Charola que não se possa considerar uma má intervenção de conservação e de restauro? A metodologia de intervenção? os materiais utilizados? as tecnicas utilizadas? os tecnicos que trabalharam na obra? Opa! Aproveitem que tem uma escola de C.R. em Tomar e vão se inscrever... pode ser que mudem de opinião!

Por favor. Se se manisfestassem contra coisas que incrivelmente estão mal, tais como um forum desentraddo à 40 anos e nada se faz...; o facto de fazerem um Forum comercial numa zona de constantes cheias...; das escavações que se estão a realizar no cemitério Medieval, que apenas são feitas, para ficar registadas, pois o que realmene é intressante escavar, vão subterrar sem nada se saiba, o que por baixo está, pois ossos com 300 anos é que é bom!!!

TRISTES!!!!
Preocupam-se com as intervenções que não se fazem e as mal feitas! Não daqueles que nada percebem!

Rui Sousa disse...

Resposta ao Sérgio Santos.

Veja, eu não sou especialista em restauros, e nem estou aqui a criticar a forma como está a ser feita a obra na charola, pois não possuo competência técnica para o fazer. Posso afirmar, pelo que vi e via, que a obra que está a ser feita era necessária e que a charola está a ser tratada como deve ser.

Na questão de abrir concursos para este tipo específico de coisas, sou realmente contra, pois não se trata de achar o gajo que faça o trabalho mais barato, mas quem melhor o faz.

O que estou a criticar não é o trabalho dos profissionais do restauro, das pessoas que estão colocando a sua perícia e arte na restauração da charola, de modo algum. Como disse, não tenho conhecimento técnicos que me permitam avaliar o trabalho, os materiais, a forma, só posso avaliar, como um leigo na matéria, o resultado estético final. Que me parece adequado.

Só fiquei curioso por ver uso de cimento, não na charola, mas na sala do capítulo.

Creio que é uma dúvida válida, afinal, pelos parcos conhecimentos que tenho em construção medieval, sei que era usado pedras e uma argamassa feita de calcário com mais alguns elementos que agora não me lembro. Os construtores medievais, pelo pouco que sei, não preparavam betão armado e não dominavam a arte do chapisco.

Mas pronto, isso é apenas uma dúvida! Eu acho que era melhor usar pedras em vez de cimento nos restauros, inclusive posso indicar um senhor que vive na Quarta-feira, caminho para Sortelha que corta pedras a medida e não leva caro. Mas isso é só um parênteses.

Quanto ao IPPAR (agora IGESPAR), desculpe, mas tenho, pessoalmente, grandes e profundas desconfianças ao trabalho destes senhores.

Posso ser um leigo em restauro e conservação, mas quando fui a Mértola e vi aquele espectáculo grotesco a que submeteram o castelo, apenas serviu para confirmar a minha teoria.

Pergunto a qualquer entendido em restauro e conservação de património que por ventura esteja a acompanhar esta discussão: Em um castelo milenar, por exemplo o de Mértola, restaurar utilizando mármore branco, polido, do tipo que se usa em casas de banho de centro comercial ou em campas de cemitério, é ou não é má intervenção de conservação e de restauro? É ou não é má metodologia de intervenção? E ou não é uma má escolha de materiais utilizados?

Pois bem, quem planeou, autorizou, pagou e fiscalizou por essa "intervenção" em Mértola foi o IPPAR, inclusive colocaram uma placa no castelo para não deixar as mínimas dúvidas de quem foi o "artista". Então, creio que posso ter sérias desconfianças a respeito do trabalho do IPPAR.

Eu apercebi-me que todos os habitantes de Mértola estão indignados com o que foi feito, mas a opinião de um punhado de velhotes no meio do nada talvez não faça nenhuma diferença, mas quando alguém vem suscitar dúvidas na Internet, ai parece que voltamos aos tempos da velha senhora.

Novamente, eu não tenho nada contra os técnicos que efetuam o restauro, eles recebem um caderno de encargos a qual tem de seguir rigorosamente.

Se o dono da obra, no caso o IPPAR, diz que em vez de pedras semelhantes as usadas no tempo da construção é para fazer uso de mármore branco, polido, de casa de banho, que mais pode fazer o técnico se não obedecer? O dono da obra é quem paga e fiscaliza, portanto, é quem no fundo manda.

É triste, mas é verdade.

Inclusive, acho, que quem autorizou aquele obra em Mértola, se tivesse um pingo de dignidade, devia era pedir demissão, queimar o diploma e ir plantar batatas, porque o que fez não tem ponta por onde se pegue.

Anónimo disse...

NOVO AVISO:

Encontram-se ainda abertas vagas para a escavação arqueológica em Tomar (Necrópole Medieval/Moderna).

A GeoArque necessita, neste momento, de 10 Arqueólogos/Técnicos de Arqueologia, com experiência de escavação.

Oferecemos alojamento e vencimento.

Pede-se a todos os interessados que enviem os respectivos CV's para geoarque@netcabo.pt

arlinda ribeiro disse...

Caro Rui Souza,
Não sei ao que se refere na Casa do Capítulo, mas na próxima visita a Tomar irei tentar perceber.
Quanto a sermos iluminados, só se for pela energia da magnífica Charola -o trabalho que lá se fez foi discutido ao milímetro quadrado, por quem o fez, pelo dono da obra que o fiscalizou e pelos vários conservadores com experiência profissional mais que provada, que ali vieram durante todo o período da intervenção. Se isto chegar para responder aos que duvidam, muito bem, se não, vão lá ver.

Rui Sousa disse...

Cara Arlinda;

Mais uma vez... Eu não estou aqui a por em dúvida o trabalho dos técnicos, porque não tenho habilitações para tal.

O trabalho na charola, pelo que vi na última visita, parece-me mesmo bem, do ponto de vista de um leigo.

Quanto aos aspectos mais técnicos do trabalho: materiais, técnica, método, etc, bem, isso deixo a cargo de quem tem habilitações para o fazer.

A curiosidade foi apenas pelo uso do cimento em vez de pedra, e não foi no restauro da charola, e sim, em área próxima. Como leigo, creio que o uso de pedra seria mais consensual.

Quanto aos "iluminados", refere-se exclusivamente ao senhores do IPPAR, que andam a autorizar obras que não tem ponta por onde se pegue em outros restauros pelo país e que ando vendo nos últimos tempos.

Mas se quiser discutir melhor essa questão, então proponho um café um dia destes. =)

Anónimo disse...

Meus filhos tenho um casamento em Setembro em ST Maria e espero que não seja desmarcado por causa das obras.
É que casamentos em S.João Batista da azar,80%acambam em divorcio.

Anónimo disse...

10 Arqueólogos/Técnicos de Arqueologia, com experiência de escavação? Ena! E pensar k antes eram só trolhas com xperiência em bulldozers.

Anónimo disse...

Porque não contratar os coveiros da camara,Eles estão mesmo ali ao lado?????????
Era mesmo "porreiro pá!"

Anónimo disse...

Agora sei porque querem 10 Arquéologos,os que lá estavam fugiram,os espiritos de lá andam atrás deles,ninguem quer um espirito de um Templário a perseguilo durante toda a vida.
A maldição dos Templários caiu sobre todos aqueles que acordaram o sono dos velhos guerreiros.
Eles andam ai,nem sabem onde se meteram.............meus meninos tenham cuidado,um dia estão a dormir e algo .........

Anónimo disse...

Sr Anónimo,tá a brincar mas olhe que pode ser verdade.
Olhe que a cidade de TOmar de dia é a vida á noite é a morte,de dia é o branco a noite é o negro,de dia é o bem á noite é o mal.
Numca se esqueça uma vez Templário,templário para todo sempre.
É por isso que de noite são avistados templários a vaguiar pela cidade na sua marcha lenta por toda a eternidade,afastando todos aqueles que os acordam.
Tomar cidade fantasma existe.Qual é o Tomarense que já não ouvio falar disto???

Alguém VIVO/MORTO

Anónimo disse...

Ouvi dizer que alguns empregados do IPPAR no convento já viram fantasmas é verdade????Ouvi dizer também que a capela de Nossa senhora da conceição esta fechada porque esta com fantasmas???é verdade???



Ana

Rui Sousa disse...

Lanço um desafio a todos os membros! =)

Na semana passada fui a Tomar e aproveitei para fazer algumas fotos.

Já tinha lido aqui sobre uma mensagem escrita na face frontal esquerda da Igreja de Santa Maria. Resolvi fotografar. E, de facto, a mensagem "rasga" toda a face frontal esquerda até ao pórtico e ainda existe qualquer coisa na face direita.

Preparei uma foto em altíssima resolução, que permite ver com grande facilidade o que está escrito, de forma a que todos os participantes, mesmo os que estão muito longe possam decifrar. (A foto tem 9 Mb!!!)

Para ver, basta clicar no link abaixo:

http://tinyurl.com/6k8gks


De facto, parece uma mensagem cifrada. A parte danificada da pedra também não ajuda em nada a leitura.

Bem, quem pode dizer qualquer coisa sobre o que está escrito?

Se calhar, o melhor seria transcrever o que está escrito e depois tentar decifrar.

Azul disse...

OLá.

Sobre a foto, já anteriomente tinham referido a sua existência.... contudo nada sei sobre o que se refere...

Queria informar que já temos algumas inscrições para o jantar que se irá realizar no dia 19. quem estiver interessado ainda poderá inscrever-se e fazer um passeio à bela cidade Templaria.

Abraços até breve

Anónimo disse...

Não haverá nenhuma documentação acerca dessas inscrições nos livros mais antigos?

Não era má ideia dar uma olhadela'

Anónimo disse...

Parabéns pela ideia fazer as pessoas darem a sua opiniao a respeito de Tomar.

Anónimo disse...

Bem esta agora é de doidos,mas doidos mesmo,quer dizer que vão fazer o museu do brinquedo em Tomar no convento de S Fransisco.
Mas o que é isto meu Deus,não podia ser um museu da ordem do templo/Cristo,o até o museu da Historia de Tomar,com tanta coisa ao abandono pelos armazens da Camara ,mas não vamos para o brinquedo uau.
Porra de Terra!!!!!!!!

Anónimo disse...

AVISO
ESTE FIM DE SEMANA VISITEI O CONVENTO,TINHA LÁ ESTADO Á COISA DE 2 MESES,QUANDO NÃO FOI O MEU ESPANTO,QUE QUANDO CHEGO AO CLAUSTRO DA LAVAGEM OLHO PARA BAIXO(LOCAL ONDE ESTÃO AS PEDRAS COM INSCRIÇÕES TEMPLARIAS E NÃO SÓ) VEJO QUE JÁ LÁ FALTAM PELO MENOS UMAS 20,POIS TENHO FOTOS TIRADAS A COISA DE 2 MESES E ELAS AINDA LÁ ESTAVAM!ONDE ESTÃO????????????EU SEI QUE DE NOITE MUITA GENTE ENTRE NO CASTELO,MAS PELOS VISTOS TAMBÉM NO CONVENTO!!!!SRa DIRETORA ESTA A DORMIR , NÃO SABE O QUE SE PASSA.
EM ST MARIA É A DESGRAÇA QUE É AGORA TAMBÉM NO CONVENTO.

PEDRO R

Anónimo disse...

Talvez estejam a mudar as peças para outro espaço do Convento.

Embora a situação em Tomar seja talvez delicada, não há motivo para presumir ou insinuar que andem a mover no Convento seja o que for sem a Directora saber, por pior que ela seja.

Anónimo disse...

Tomar é mesmo uma terra muito estranha!

Anónimo disse...

" Bem esta agora é de doidos,mas doidos mesmo,quer dizer que vão fazer o museu do brinquedo em Tomar no convento de S Fransisco.
Mas o que é isto meu Deus,não podia ser um museu da ordem do templo/Cristo,o até o museu da Historia de Tomar,com tanta coisa ao abandono pelos armazens da Camara ,mas não vamos para o brinquedo uau.
Porra de Terra!!!!!!!! "

- Calma caro amigo.
Se com isso as autoridades competentes avançarem também para um Museu da Cidade/Ordem dos Templários-Cristo (prometido há anos e nunca concretizado) numa das alas do Convento de Cristo, a opção pode ser boa.
Agora se a ideia é fazer deste Museu do Brinquedo um Museu da cidade, aí meus amigos, não iremos brincar e vamos ter luta da grossa...

Anónimo disse...

Em Sintra, onde temos também a Quinta da Regaleira, existe um museu do Brinquedo.

Quem aqui já foi a este museu?

De facto, é um museu que tem um publico alvo de casais com crianças e visita de escolas.

Sem querer ser contra esse Museu, pois todo museu é importante e não podemos nos cingir a somente aquilo a que gostamos, mas um museu da história da cidade (com os seus Romanos/Visigodos/Templários e Ordem de Cristo) é claramente mais urgente, e isso por dois motivos: primeiro, a câmara não tem de gastar em adquirir nada, afinal, tem os armazéns abarrotados com catrafadas de material que estão longe da vista pública, inclusive o piso abaixo do claustro da lavagem, que está com peças postas de qualquer maneira e longe da visitação publica.
O segundo motivo: é por ser a história da cidade, já vi Vilas no meio do Alentejo, com museus da história da Vila! É uma vergonha Tomar não ter tal coisa com uma história tão imponente.

Mas isso é uma clara demonstração dos nossos governantes.

Rui Ferreira disse...

Sr Pedro R.

Por favor diga-me que pedras faltam no Claustro da Lavagem...

Essas fotos poderão elucidar-me.

o meu mail é ruitintin@sapo.pt

Envie-mas por favor!

Anónimo disse...

O ponto é que não há, de facto, nenhuma tradição relacionada com o brinquedo em Tomar.
Para além disso, Tomar não tem nem a localização nem as visitas que Sintra tem.
(E, se calhar, até ia atrair mais gente,sabe-se lá!...)

Porém, acho que por uma questão de bom senso e delicadeza, não há motivo para revolta ou indignação. Até porque o conceito iria promover o dinamismo, coisa que faz bastante falta nesta cidade...

Anónimo disse...

Caro amigo,porque não vai ver os suportes vazios no claustro.
A minha missão foi alertar!Mais nada.

Anónimo disse...

Em Tomar só um museu pode dar certo:
O MUSEU DA CERVEJA

Rui Ferreira disse...

Caro Pedro R

Tem ou não tem fotos??

Anónimo disse...

Alguem de direito já as tem!Por aqui me fico.

Anónimo disse...

Está visto. Mais um atirador furtivo!

Anónimo disse...

É uma denúncia muito grave. Se calhar devia mesmo vir acompanhada de provas.
Afinal, se houver fotos do antes e depois poderíamos colocar a denúncia directamente no jornal.

Rui Ferreira disse...

Caro Pedro R

Deixe-me dizer-lhe.

Alguém de direito sou EU...

Se tem alguma informação pertinente sobre o furto de objectos pertencentes ao Património Cultural Português, por favor contacte-me, pelo mail pessoal que lhe forneci ou no Convento de Cristo pessoalmente ou pelo tel: 249 313481 ou pelo mail convento.cristo@ippar.pt.

Anónimo disse...

Eu sinceramente creio que estes comentários haviam de deixar de ser postados por anónimos.
O anónimo é irresponsável e diz coisas que não são factos.

Assinado: Anónimo

Anónimo disse...

Para mim isto é alguem a alimentar calunias.
Para o ano á eleições e dá nisto.
Cheira a bluf.

Maria

Rui Ferreira disse...

Cara Maria

O Pedro R não estará a "alimentar nenhuma calúnia".

Está porventura equivocado ou a fazer alguma confusão, MAS não nos devemos insurgir com estes posicionamentos dos cidadãos, todos somos responsáveis pelo nosso Património e por isso É BOM que haja pessoas vigilantes...

Venham lá as fotos ou a troca saudável de impressões.

Anónimo disse...

É de facto uma vergonha a negligencia que tem ocorrido em relaçao às escavações que tem ocorrido.
Até me sinto aliviado por estar longe, e por ja não ter de viver numa cidade onde os cidadaos, p.ex.,se sentem satisfeitos com o estado do seu património.
É uma pena dize-lo, pois amei esta cidade e vivi-a.
Mas tenho pena, de precorrer o pais e a europa e ver o que outros fazem com sitios muito menos históricos, e ver o que se faz aqui. Tapa-se os olhos com a peneira...
Como o sr. q diz "Estará a confundir com o Cl. da Hospedaria onde há dois esticadores a segurar um fecho de arco e uma nervura, por precaução?", será que já arranjaram aquilo, ou será que continua no mesmo estado em que estava à cerca de 1 ano, da ultima vez que lá fui? Supondo que se o fizessem retirariam a viga que lá está, devo concluir que aquilo esta assim ha varios anos, ha pelo menos 5 ou 6, e se ja na altura estava em perigo de ruptura... nao acredito que 1 ano depois, a ferida tenha cicatrizado...
Enfim, de facto mais vale deixar as almas dos Templarios tomar conta de tudo...

Ass. Sátiro

Anónimo disse...

Boas Tardes,
Solicito informação sobre esse tal jantar que irá ter lugar no próximo sábado. Que programa está previsto para de tarde, a que horas e onde se dará o encontro.
Do jantar, caso nao consigo eu comparecer de tarde (irei de Santarém), a que horas e onde? (e preço já agora)

Paula Reis

Azul disse...

Viva Paula.
É verdade ainda não tinhamos disponibilizado mais informações sobre o jantar, Mas aqui vão elas:
*A partir das 17h o pessoal começa-se a encontrar no Templo de Santa Maria dos Olivais.
*Às 20h o ponto de encontro para o Jantar será junto a nosso Mestre D. Gualdim Pais, na Praça da República.
* Para as pessoas que irão por ventura chegar atrasadas, o jantar será no Restaurante o Tabuleiro na Rua Serpa Pinto (Corredoura). Para o qual iremos a partir das 20h 30min.

Espero que para os que vem de fora, tenham uma boa viagem e possam desfrutar do passeio.

Até sábado!

Cumprimentos

scaliburis disse...

Não sei se tenho mais pena das pedras de Tomar se dos seus pretensos defensores.
Para mim Tomar é cada vez mais uma recordação. De certa forma, sinto o mesmo do Portugal que conheci e aprendi.
Paz às nossas almas...

InsideJob disse...

nem vale a pena cá voltar scaliburis...
Isto é tipo Chernobyl...

Não volte, fique onde está, os indígenas tratam disto, como sempre.

Mas obrigado pelas palavras de encorajamento.

Anónimo disse...

Scaliburis! \o/ \o/ \o/

Pois é! És uma pessoa muito positiva, sim senhor! Não devias desperdiçar os teus talentos aqui e começar a escrever livros de auto-ajuda. =)

Lembras-me aqueles dois velhos dos marretas, lembra aqueles velhos que ficavam no balcãozito a mandar bocas?

Só pecas por uma coisa... vens sozinho, devias arrumar companhia.

Abraço para ti amigão.

Coordialmente;

Anónimo

Ditado, mas não lido.

Anónimo disse...

Que lamechisse as tuas palavras Sr. Scaliburis .

Sebastião da Bruma disse...

Pois é. O amigo scaliburis expressa o seu descontentamento pelo estado de coisas e é logo chamado de lamechas. Vocês dizem-se guardiões de 'n' coisas mas é só blá-blá-blá. Resultados? népia!
Grandes Indiana Jones!
Vocês divertem-me à brava!

Abram os olhos! a vossa terra está a sumir aos poucos, assim como a vossa identidade...

Anónimo disse...

Sebastião, tens toda a razão.
(até rima...)
Eu para comprar um pin Templário tive de ir a Óbidos! Só me custou 1,25 eur... Têm lá às toneladas!
Em Tomar, terra de "defensores da tradição Templária" não têm nada.
Ou têm vergonha de mostrar o que têm, ou não têm nada para mostrar...

InsideJob disse...

O que tá a dar é pins!!

Comprei agora um novo. Diz assim:
EU NÂO ESCAVEI ESQUELETOS NA IGREJA DE SANTA MARIA DO OLIVAL.

pelo que parece saíram muito poucos deste tipo.

O que saíu mais foi o:
TOU_ME LIXANDO P`Ó PATRIMÒNIO MAS SEI MANDAR UMAS LARACHAS NAS REUNIÔES DAS CONCELHIAS DO MEU PARTIDO.

ouve ainda outro que teve pouca venda, diz assim:

SOU UM TOMARENSE ESCLARECIDO E QUERO UM PATRIMÒNIO QUE DURE ATÈ AO TEMPO DOS MEUS NETOS!!!.

Como estão a ver os pins estão na moda

Anónimo disse...

As minhas putas tristes...

O nome do blog e meramente ilustrativo, quem o faz e quem o le nao tem poder para fazer nada pratico, mas o blog presta o seu servico a denunciar o que esta mal, como viu-se no caso do padre e seu berbequim. Serve para mostrar que existem pessoas atentas e que denunciam.

E vc sebastiao? O que faz? Cagar sentenças sobre quem caga sentenças ? Isso não te faz melhor que ninguem.

Espero que não sejas o sebastião que dizem que por cá um dia aparece, mesmo porque hoje não é uma noite de brumas e também porque não dizes nada de jeito.

Ao anónimo dos PINS. Se PINS e que esta a dar, entao devias montar uma Pinaria, e pinnavas o dia todo.

Assinado
Sr. Dr. Anónimo

(Ditado mas não lido.)

Anónimo disse...

Agora estão a mostrar a vossa verdadeira face.
Rachou-se o verniz...
Caem que nem uns patinhos!

sebastiao na bruma disse...

para o amigo anónimo dos pins:
Tem toda a razão! Em Tomar, terra Templária, o artesanato histórico é zero!
Mas deixe, que os 'indigenas' (já não são pseudo-neo-templarios??), tratam dos assuntos de Tomar. Pobre cidade... Que bela confraria! É vê-los a manifestarem-se nas ruas, nas sessões de câmara, no posto de turismo(?), nas escolas, nos jornais... que famosos que são em todo o reino!
Já agora o que é que têm contra os pinos templarios? Será que têm vergonha de serem vistos a usá-los? Ha, já me esquecia! Estes senhores são secretos, disfarçados, sobterrâneos... na minha terra chamamos-lhes ratos!

Alberto Caeiro disse...

Ganda lata tem cá uns para, como anónimos, criticar.

E criticam o que?

O que estes que assinam como anónimos e nomes falsos querem? Querem uma confraria? Uma sociedade secreta? E para que? Para quem? O que querem sei eu!

Para defender o património, não é preciso de muita cousa! apenas meio e vontade. A Internet é óptima por isso, pois propicia o meio perfeito, vontade cabe a cada um.

Só é preciso vontade! Lembrem-se sempre da ganda padeira de aljubarrota! Que com uma pá derrotou 30.000 Espanhóis e tendo um filho com Dom João, mestre de Avis, que mais tarde veio a se chamar Dom Fuas Roupinho.

Palavra da salvação.

Alberto Caeiro.

P.S.: Ao primeiro que descobrir o nome da minha aldeia dou um pirulito de bola.

Anónimo disse...

Aldeia dos tolos?

Anónimo disse...

JOÃO! AZUL!
Criem outro tópico por favor e voltem a enterrar estes esqueletos!
Já cheiram mal!

scaliburis disse...

Eu tenho razão...

InsideJob disse...

Relamente é necessário outro tópico... Esta coisa dos ossos está a afectar-nos a todos.

No entanto não é preciso usar palavrões pessoal, isto é tudo gente culta!

Também não convém ser culto demais, do género que mistura defesa do património e templarismos ou outras militâncias espiritualizantes.

Uma coisa é o Património da região de Tomar, outra são as idiossincrasias dos que estudam as várias artes...

Não vale a pena misturar as coisas.

A anedota dos Pins não caíu bem, pelos vistos. EU nunca usaria um pin com a Cruz do Templo ou de Cristo, Não sou digno...

Esta é a minha opinião, mas aceito que outros o possam fazer, não vendo nisso, necessariamente, uma apropriação daqueles valores mas antes uma evocação, uma simpatia, tudo bem...

Scaliburis, admiro a sua perenidade!!

Continue sendo assim, eu cá sou um salgueiro, abano a cada rabanada de vento, venha ele donde vier. Às vezes até o Ministro das Finanças me faz chorar de comoção.

Nunca chegarei a Dr., não consigo ter ideias fixas sobre nada.

InsideJob disse...

Caro Caeiro

Está enganado..
O filho do Mestre de Avis a da Padeira de Aljubarrota, chamou-se D. Ruas Fofinho e era pescador da vila da Nazaré e uma vez, ainda jovem, salvou das águas do mar uma corça vermelha com uns cornos muito grandes e com uma tatuagem na testa a dizer "&&&".

Por favor leia os livros de história(s) ...!!! :-)

InsideJob disse...

caso os caracteres não se leiam bem entenda-se "seis, seis, seis"

Anónimo disse...

EI PESSOAL ,OS CAVALEIROS GUARDIÃOS DE ST MARIA DO OLIVAL PELO QUE SEI SÃO SÓ O JOÃO E O AZUL.
FORÇA RAPAZES

PEDRO

Anónimo disse...

GOSTAVA DE SABER O PORQUE DE TAMTA GENTE DE FORA AGORA DE UM MONENTO PARA O OUTRO ESTAR COM TANTA PENA DE TOMAR.
CHEIRA A ESTURRO!!!!!
VAMOS DEIXAR TOMAR EM PAZ OK.VAMOS DEIXAR ACABAR AS OBRAS E DEPOIS FALAMOS SE FICOU BEM OU MAL .


+

sebastião (hoje fez sol) disse...

Deixar acabar as obras? Quando? No dia de S. Nunca à Tarde?
As obras, meu amigo, só acabam quando já não houver rasto de património nesta e noutras cidades históricas deste país.
Já lá dizia o "outro": Somos um país de bananas governado por sacanas.

Anónimo disse...

JOÃO! AZUL!
...foram de férias e deixaram o blog entregue à bicharada!
Mas será que esta gente não faz as pazes?

Anónimo disse...

Eu sei quem é quem aqui!

InsideJob disse...

"Sei quem ele é!..
è um bom rapaz
Um pouco tímido até...!!"

Madalena Iglésias

Sabes tu lá que é aqui ó anónimo !!
E se souberes, a mim pouco me interessa,

"Vai-te catar!!"

Chico Buarque

Anónimo disse...

Alguem pode me dizer se os filmes que vi no youTube sobre Templários,são da verdadeira ordem Templária?????esta lá escrito OSMTJ.
Se assim for é uma vergonha para os Templários antigos,só jet séte tá ver,que nojo.
Como se ganha dinheiro a custa deste tema é uma vergonha .

A.P.

InsideJob disse...

Não percebo NADA sobre ordens Templárias contemporâneas .

Mas quer-me parecer que o que viu no Youtube só pode ser uma dessas coisas bacocas que agora por aí andam ....

Os cavaleiros Templários, e as Templárias, os mestres de Cerimónias, os Porta Espadas, os Chanceleres, os Oficiais, os Grandes priores, os Porta Estandartes, os Irmãos, as Damas, e o Cordeirinho que foi com o Palhaço ao Circo,.... tá a ver?

Anónimo disse...

Concordo plenamente,a verdadeira ordem nunca deu nem vai dar a cára.

Ex ungue leonem

Alberto Caeiro disse...

Por acaso, ontem, vi alguns membros da ordem do templo.

Estavam reunidos em frente a Igreja de Santa Maria do Olival.

Se por lá passares és capaz de os ver também, mas tens de ir rápido antes que os arqueólogos os enfiem para dentro de um saco.

Quando aos que ainda andam e se dizem templários...

scaliburis disse...

Ser Templário é um estado de alma.
O espirito Templário continua com aqueles que conhecem a sua verdadeira doutrina, a que esteve na base da sua formação. Não a que os tornou ricos gananciosos, muito menos a que motivou a traição e o martírio dos ultimos Templários.
O que está oculto, continua oculto.

InsideJob disse...

Pois...

Anónimo disse...

Como diz a verdadeira Maçonaria:pode o nosso planeta acabar mas jamais a Maçonaria sera extinta. O mesmo se passa com os templários:templários uma vida templários para todo sempre.
De que vale usar uma capa,de que vale usar uma espada,de que vale usar um avental e um machado se não são os verdadeiros.Ai ai, tem muito que !!!....

Anónimo disse...

Los Templarios estarán por siempre al pié de Cristo .


Templario

InsideJob disse...

Pois....
Por supuesto ...

Anónimo disse...

OLIVENZA LIBRE! JÁ!

InsideJob disse...

libre de ustedes o de nosotros?

Anónimo disse...

Para Olivensa e em força.
viva Portugal.
Viva o Verão.
Viva os Templários
e viva a Super bock Fesquinha

InsideJob disse...

Nunca ouvi falar de Templários surfistas, mas já nada me admira.
Se calhar quem inventou o surf não foram os polinésios mas sim os Templários, nas praias da Terra Santa...
De qualquer modo acho que surfar com cota de malha pode ser perigoso, mesmo que seja feito em nome de Deus.

Acho que os templários foram mais adeptos do windsurf, em grandes naus que, sulcando o mediterrâneo, aportavam na palestina. Também aí se bebia uma espécie de cerveja, ou vinho de segunda, não, terceira categoria. Talvez os Templários não tenham feito voto de abstinência porque a pinga naquela altura não era fresquinha e não vinha com publicidades eróticas...
Se calhar só bebiam Abadia, que, apesar de ser mais cara, estava ao alcance das bolsas deles, já que grande parte dos cavaleiros eram de boas famílias europeias.

Não crei que Olivença fosse um tema das conversas entre irmãos templários, já o Verão, acredito, visto que as campanhas militares sob o sol escaldante do Médio Oriente, não era pêra doce, mas havia cerveja, camarão judeu e fé em Deus...

Anónimo disse...

Lamentávelmente verifico que todas as obras poderão ser necssárias, mas esquecerem-se dos acessos à linda Igreja é inconsebível. As pessoas que querem assistir á Missa, fazem um autentico cross, para lá se chegar, principalmente pessoas idosas e sinais indicadores de localização, na Cidade, simplesmente não existem para turistas e não só a poderem visitar.Quem de direito tem sido madrasta para este belo Monumento

Anónimo disse...

Acham que as obras que estao a ser feitas na igreja de Santa Maria estao certas? Entao vamos a um termo de comparacao que seja justo: Capela de Rosslyn.

Quem conhece, sabe do que estou a falar, esta em obras que durarao ate 2010.

Cemiterio envolvente: Mantido, e as campas (muito mais novas que as nossas) estao a mostra e bem cuidadas num jardim bem tratado.

Agora fica a pergunta que nao quer calar: Porque os demais paises que tem um patrimonio comparavel de certa forma ao nosso, as vezes ate pior, se preocupam em preservar e nos nao?

Portugal esta com a mania de fazer obras"Design" moderno, mesmo que isso destrua toda a envolvente historica.

Obras? Sim, mas com criterio!

O que esta a ser feito na envolvente de Sta Maria e uma obra de "design" que esta mais preocupada em mostras as novas tendencias da arquitectura e paisagismo mundial do que respeitar o antigo.

Eu nao sou contra o novo, que venha o novo para os lugares certos! Creio que a envolvente do Mochao Parque esta boa, merecia uma renovacao, mas nao destruam o historico, quem faz isso sao vandalos!

Para mim, parem as obras, refacam o projecto e apresentem algo de jeito!

Sr. Dr. Eng. Antonio Eduardo de Campos Azevedo de Santos e Silva

Anónimo disse...

Esse engenhiero precisva era de tirar outro curso... mas era de turismo, para ir para o estrangeiro e nunca mais voltar!!!!

Anónimo disse...

Porque fico com a impressão que muitos dos anónimos que por cá verborreiam são, sobretudo, malta ligada a camara ou empresas que andam a fazer as obras?

scaliburis disse...

Saudações, Sr. Dr. Eng. Antonio Eduardo de Campos Azevedo de Santos e Silva.
O nosso pequeno rectângulo foi, históricamente, desde sempre palco de ocupação e destruição. Os que chegavam faziam desaparecer os vestígios tanto cultural como patrimonial dos que cá estavam. Foi sempre assim. E os vândalos por cá continuam, ainda.
Estes imbecis só param quando já não houver uma nesga de chão sagrado para arrasar. E a culpa, desculpe que lhe diga, é de todos! Somos brandos demais na defesa do nosso património histórico. Confiamos nos que dizem defendê-lo e somos diariamente traídos.
Uma vez vi um filme que se chamava "O triunfo dos porcos" e lembro-me sempre desse filme quando vejo o que se está a passar em Tomar, terra de Templários.
Arrasem tudo, vilanagem! Nunca conseguirão arrasar a memória daqueles, que vertendo o seu sangue, lhes deram este país.
Porque ser Templário é antes de mais, um estado de espírito! Ser português, é um estado de alma! E nesses estados singelos, não há buldozer que consiga tocar!
Fica a vergonha para a História...

Anónimo disse...

Tomar tem o novo recorde Mundial de levatamento de ossos.
Temos de procurar mais ossos ,ossos ,ossos, isto não pode parar ,vamos já escavar o cemiterio da cidade,temos de ter mais ossos, ossos, ossos,snnnnnif
Vamos senifar ossos,ossos.
E NUNCA SE ESQUEÇAM DE UMA COISA,O PESSOAL QUE ESTA A LEVANTAR OS OSSOS ESTÃO A GANHAR AO DIA.
POR ISSO VENHAM MAIS OSSOS ,OSSOS.


BUSH PUTIM DA SILVA

Anónimo disse...

ISTO É UMA VERGONHA,ONTEM PASSEI EM ST MARIA E VI UM RAPAZITO(DA ESCAVAÇÃO) A BRINCAR COM UM OSSO DE UMA PERNA.
AQUILO É HORRIVEL,AINDA VOU VER A JOGAREM A BOLA COM UM CRANIO,JÁ FALTOU MAIS.
O QUE MAIS ME ADEMIRA É A IGREJA CATOLICA NADA FAZER: ISTO NÃO É VIOLAR O DESCANSO DOS MORTOS.
ENTÃO NÃO É A IGREJA QUE DIZ QUE DESCANSA EM PAZ ATÉ A ULTIMA VINDA DO SENHOR PARA RESUSCITAR OS MORTOS.
VAI SER DIFICIL NÊ,COM UM OSSO EM EVORA OUTRO EM TORRES NOVAS ,OUTROS NOS ATERROS.GRANDE TAREFA VAI TER O SENHOR AO JUNTAR ISTO TUDO.
ISTO SE CHAMA DESCRIMINAÇÃO,ENTÃO OS MORTOS ANTIGOS VALEM MENOS QUE OS DE HOJE.
VERGONHA PARA A IGREJA CATÓLICA


A BESTA

Anónimo disse...

Visto haver tantos ossos disponiveis, bem que podiamos aproveitar os mesmos e construir algo com eles... Algo como a Capela dos Ossos de Evora, mas evidentemente, nao tao serimonioso... Talvez um bom uso fosse construir um parque infantil ou um infantario ou mesmo uma casa do Benfica com finos a 0,50.
Claro que uma escultura para a rotunda nova que esta a ser construida tambem teria o seu charme.
Quem apoia, por favor, subscreva abaixo.

Ezequiel Oliveira Baptista Machado da Camara de Orlenas e Braganca, Conde do Cacem.

Anónimo disse...

Scaliburis muito bem digo! concordo plenamente, ser templario... é ser mais alto... infleizmente aqueles que até agora se aplidaram de templarios são apenas mais uns que gostam de rituais e cerimónias entre os grandes... infelizmente não sabem conviver com os pobres e com pessoas que não tenham nem casas conm pescina, nem casa com praia, nem mercedez ou bm... infelizmente essa cambada são os que tem ordenados de luxo que em nada justificam o que recebem... vão para a reforma com brutos €€€ que daria sustentar varias familias num mês.... esses que se apelidam de templarios... deveriam tomar consciencia e praticar o bem.. sem olhar a quem.... perder o amor pelos bens materiais... amar o proximo como ama a sua familia... para isto sim! deveriam fazer reuniões e cerimonias!!!
os templarios de hoje o as anarquistas são duas classes de parasitas da ssociedade!!! XULAM NOS!!!! Pena que não haja outro 13 de outubro de 1307...

Cavaleiro Hospitalario

Anónimo disse...

Com tanto osso seria interessante os historiadores de tomar... começarem a pensar em fazer um estudo sobre esta intervenção arqueologica... ou demorarão 200 anos para publicar o resultado das investigações?

Cavaleiro Histórico

Anónimo disse...

Estudo? Achas mesmo que estao a fazer algum estudo? Oh! Acreditas tambem no cuelhinho da pascoa, no pai natal e na fada dos dentes? Se sim, entao aproveita para ir as escavacoes sacar uns dentes e fazes um bom guito negociando-os com ela.

Dente
Compra.......: 0.18 €
Venda........: 0.22 €

Anónimo disse...

Deixem de gozar com o trabalho serio de uma boa empresa de arqueologia! Apenas não estavam informados do trabalho que tinham pela frente... de resto penso que tem sido um trabalho bem feito!

scaliburis disse...

Se ainda é cedo para relatórios técnicos sobre os trabalhos arqueológicos, não acham que já era hora de nos dizerem pelo menos quais os objectivos de tal trabalho? Se o local já foi alvo de várias intervenções (leia-se destruições) no passado e se dizem que já nada há de interesse no terreno fronteiro ao templo, o que é que justifica esta intervenção? Quais os interesses em jogo? O que é que procuram ali?
Não seria mais honesto publicarem na net um diário de campo em que se relatasse pormenorizadamente o dia-a-dia das escavações para que os interessados (e são muitos) podessem acompanhar os trabalhos, como aliás se passa nos países civilizados?
Aqui faz-se tudo às escondidas...

Anónimo disse...

E pah! Quando li isto da "empresa seria de arqueologia" que "nao estava informada do trabalho que tinham pela frente".

Presume-se que uma empresa dita seria e uma empresa profissional, e uma empresa profissional antes de se meter em trabalhos faz um estudo de campo, nao sendo possivel um estudo de campo, trata de fazer o trabalho da forma mais competente e profissional possivel e nao da forma mais rapida para cumprir prazos irrealistas.

Desculpe-me, mas a empresa ate pode ser seria, contudo pelo trabalho que anda a fazer nunca foi de arqueologia, e de limpeza, escavacao e terraplanagem mesmo.

Coordialmente;
Dom Carlos de Alem Mar

Anónimo disse...

A ordem de malta, continua tambem na podridão amigo "hospitalário"

Anónimo disse...

Os 50m da área de protecção à Igreja? foram para o brejo?

Se acham que a estrada está perto e a poluição vai se sentir bastante...Esperem até os pedidos dos moradores nas traseiras da Igreja serem bem sucedidos e o Sr. Presidente, algum vereador...chefinho...mandar abater as arvores que ainda subsistem por lá...


Quanto à data das ossadas:
(pela ironia da coisa, pra rir meus senhores)
- se forem ao cemitério velho encontram ossadas fresquinhas:)))
Algumas até foram encontradas (como múmias) num anexo, com restos de urnas aquando das obras no cemitério. Vão pergumtar o que era aquilo! Múmias no cemitério velho!!!

quanto à existência dos templários:))) Cavaleiros, contratados, monges....esses não sei...
mas que a malta gosta de rir gossstaaaa.

Não pensem que estou a gozar com este assunto, não. Mas há alturas em que não há outra forma de ver estes "reboliços" qu envolvem o nosso património.

A sério: espero que finalmente se organize os espólio encontrado nestas e noutras escavações feitas em Tomar, no COncelho e se crie (chamem o que quiser) um espaço onde se possa vÊ-lo, aprender...

Anónimo disse...

A POLIS??

Uma ponte, um paredão?? drenagens+pavilhão municipal+parque de estacionamento?
até queriam fazer loteamento com a Polis? e que mais, deixa ver????
Casa dos cubos (centro de interpretação ambiental)???

cadê o parque urbano até o açude, o parque de campismo...a pousada da juventude...aaahhh como era bom, ERA.

Anónimo disse...

Depois de ler maior parte dos comentários, fiquei com vontade de comentar alguns, aqui vai:

quanto à existência dos templários:))) Cavaleiros, contratados, monges....esses não sei...
mas que a malta gosta de rir

Sim, ignorante. Estou a rir-me de ti e à 5 minutos estava a rebolar no chão agarrado à barriga, a rir-me tão alto que acho que acordei a vizinhança toda.
Tomar, segunda casa dos Templários em Portugal. Mas como é para ti não vale a pena explicar mais nada...

Os templarios existiram?
SIM, a denominação de Cavaleiros de Cristo, deve-se, porque tivemos um Rei com cérebro.

os templarios de hoje o as anarquistas são duas classes de parasitas da ssociedade!!! XULAM NOS!!!! Pena que não haja outro 13 de outubro de 1307...
13 DE OUTUBRO DE 1307, sexta-feira 13. Data que marcou o fim da Ordem do Templo, graças à ganância de um rei francês e do vaticano. Que quiseram o poder que não conseguiam sozinhos...bem, o vaticano ainda anda anda por aí a parasitar a cabeça das pessoas. Relativamente à monarquia francesa...acho que as cabeças estão num lado e o resto noutro... :)
Sexta-feira 13, é hoje conhecido entre nós como um dia de mau agoiro, e não de boa sorte. E isto não é por acaso. Porque é que será?
Os Templários eram gananciosos, então porquê????Devias ao menos tentar perceber o porquê, mas antes disso, como é que ganharam tanto poder. Que foi tão cobiçado por outras insituições de poder.
Se fores a Fátima, podes ver como é que é feita a lavagem ao cerebro das pessoas, naquela coisa barata que construíram aqui à uns tempos. E depois tens gajos como eu a gozar, Deus é grande, fez o mundo em 7 dias, o Homem, os animais a água, e tudo o resto. Tudo foi criado por Deus, no entanto Deus precisa sempre de dinheiro...estranho, querem ver que não criou o dinheiro, deve-se ter esquecido, e agora está sempre a pedir. A Santa Igreja do vaticano(também podemos falar de Religiões se quiseres, é tudo a mesma treta), é um pouco irónica, e uma grande treta, a maior de todos os tempos.

O QUE MAIS ME ADEMIRA É A IGREJA CATOLICA NADA FAZER: ISTO NÃO É VIOLAR O DESCANSO
:)

Tomar é mesmo uma terra muito estranha!
Sim é verdade, faz parte da sua "beleza".

Abram os olhos! a vossa terra está a sumir aos poucos, assim como a vossa identidade...
O processo começou à muitos anos, e a culpa é da própria povoação. Os últimos presidentes da câmara municipal, são o que eu designo por anedotas ambulantes. Normalmente quando se dá poder a anedotas...o resultado nunca é bom, quando se torna tudo sério...
Mas se quiseres o meu ponto de vista, a identidade nacional está a desaparecer, a raça, da qual o actual Presidente de República falou à uns tempos. Basta ver pelos crimes que ocorrem pelo páis fora, mais depressa um Português paga pelos seus crimes que a estrangeirada que chega a Portugal, em Setubál já existe e tudo o PCP (primeiro comando português) oriundo das favelas do Brasil. O que é que estes tipos ainda cá estão a fazer???? Num país civilizado já tinham sido deportados.

O que esta a ser feito na envolvente de Sta Maria e uma obra de "design" que esta mais preocupada em mostras as novas tendencias da arquitectura e paisagismo mundial do que respeitar o antigo.
Sinceramente se a tendência é fazer o que se tem feito em Tomar, eu proponho por uma passadeira alta mesmo no meio da rotunda que se está a fazer, como novo símbolo da cidade. E nem vale a pena falar do resto, pavilhões multiusos que não servem para jogar todos os desportos (lá estou eu...) e outro tipo de obras que me faz vontade de lhes urinar em cima. Já que pago impostos, ao menos, usufruo na máxima plenitude...

dinamismo, coisa que faz bastante falta nesta cidade...
Se fosse só isso, para começar tinha de se criar empregos. Lá me estou eu a esquecer que os últimos presidentes da câmara contam piadas. E eu ainda cheguei a assistir a uma palestra do aldrabão do Paiva a dizer que ia criar empregos...felizente vi logo a pinta do bicho e não votei nele, nem nos outros para trás, ter a cosciência tranquila é importante :)))))

...VEJO QUE JÁ LÁ FALTAM PELO MENOS UMAS 20...
Quase que aposto que foi o vento que as levou...nem as pedras têm descanço. Hummm, deve ser por isso, que as pessoas da cidade querem descanso causando que toda a situação se arraste, é a ansia no verdadeiro descanço, só pode. Por isso é que a cidade parou no tempo...não existe forma de ter descanço de uma maneira, vai de outra. É que nem as pedras...

trabalho serio de uma boa empresa de arqueologia
Se o trabalho fosse sério, eu hoje não tinha andado por lá a passear. Em 1982 ao menos foi colocada uma rede.

Ser Templário é um estado de alma.
Pois, é a saudade de uma solução para o presente, que falamos sempre do passado.

Cumprimentos,
setfoR

Anónimo disse...

"O que esta a ser feito na envolvente de Sta Maria e uma obra de "design" que esta mais preocupada em mostras as novas tendencias da arquitectura e paisagismo mundial do que respeitar o antigo.
Sinceramente se a tendência é fazer o que se tem feito em Tomar, eu proponho por uma passadeira alta mesmo no meio da rotunda que se está a fazer, como novo símbolo da cidade. E nem vale a pena falar do resto, pavilhões multiusos que não servem para jogar todos os desportos (lá estou eu...) e outro tipo de obras que me faz vontade de lhes urinar em cima. Já que pago impostos, ao menos, usufruo na máxima plenitude..." setfor

depois desta não sei!.
Gostava de comentar mais de acordo mas...
...mas vou ficar por dizer que de facto um monumento ao velho do restelo tomarense montado no se coche tb era uma ideia...