Contacte-nos através do nosso email:
cethomar@hotmail.com

1/21/2007

Alguns mistérios de Thomar

*Com um castelo de tão enoreme área, a guardar um convento cheio de grandeza e explendor, no qual grandes portugueses traçaram planos para viagens nunca antes pensadas... só poderá ser mesmo, um sitio que esconde grandes mistérios.... aos quais muito poucos terão acesso e muitos o tentam descobrir...

* Serão estas as muralhas deixadas por D. Gualdim Paes...???

* Porque é que muitas passagens estão fechadas no castelo e no convento??

* Alguem sabe dizer onde fica este sitio no Convento de Cristo???

*Imagem do Sec.XVII, no Convento de Cristo, será possivel "ter havido" 2 patamares diferentes na entrada do Castelo?

* Junto ao Pomar, na parte de lado da entrada do Castelo...um pouco mais ao lado, está outra entrada tapada....

* Alcaçova do Castelo Templario, teria este também outro patamar?
* Seria simplesmente uma cisterna ou teria continuação para outras partes do Castelo/Convento?

* Terá esta sala,na cisterna (na torre de menagem), uma passagem?

* "Poço" à entrada da Rua Serpa Pinto (Corredoura), como explicam o facto de este estar seco, mesmo estando a uma profundidade relativamente grande (cerca de 4/5m), estando localizado a 15 metros da levada onde o rio passa a uma altura mais elevada....???


* Junto ás Portas do Sangue no Castelo, ve-se na foto, a cabeça de 2 cavalos (penso) entre um "ondulado enfeitado" que quererá estes simbolos dizer?


* Coincidência ou Fantasia??? que singificado tem todos estes promenores??

Amigos, façam o favor de dar a vossa opinião.

Abraços

28 comentários:

DEGRACONIS disse...

Pergunta onde fica determinado local da foto a preto e branco. Sei onde fica e tambem lhe digo que hoje o local está ligeiramente diferente. Ainda hoje lhe direi. Nao o digo já porque quero adiantar-lhe mais uns detalhes sobre esse local. Sobre os outros dado agora não pder extender-me falaremos noutro dia.

Até ja.

Ps: De qualquer forma digo-lhe já que fica perto da dita sala de iniciação, descrita por Umberto Eco.

non nobis sed blog tuo da gloriam disse...

Aqui vão mais umas duvidas. Porque será que, sendo a parte mais importante do castelo, a charola esta situada num extremo das fortificações e não no meio? Alias a torre de menagem tambem esta num extremo. Será que a colina onde se situa o castelo teria outro aspecto na altura?

DEGRACONIS disse...

Neste momento estou a escrever um comentário para publicar aqui ainda hoje, mas dado que vi agora mesmo o seu comentário deixe-me pedir-lhe para ler num dos meus comentários... de anteontem julgo.. a possível resposta à questão da localização da Charola.

Digo eu no comentário que da forma como está, localiza-se esta em relação ao castelo a ocidente,local onde o sol se poê. ACharola inicialmente é apontada como réplica ou simbolicamente representa o santo sepulcro. Na mitologia grega também pode ver tal ideia. ( do ocidente como terra da bem aventurança após morte fisica )..etc etc etc...E atenção que refiro-me à morte fisica.. pois existe o triunfo do espirito sobre a morte fisica. O Santo Sepulcro é isso mesmo, não somente onde cristo foi sepultado mas sim de onde ascendeu aos Céus ( julgo que Maomé também no memso sítio ).

Repare que na Charola existe precisamente essa representação em grande.. de Cristo Ressusitado.. etc etc


Ps: Vou voltar ao meu novo comentário pk senão n o consigo concluir hj)

Maria t. disse...

Costumo ver o vosso blog,se tinha dùvidas,agora tenho certezas,agora sei porque è que o presidente da camara,faz tantos buracos na cidade e o porque da ponte nova,não sera para encontrar a entrada para os tuneis!!!!!!

António Ferreira disse...

Olá! Saudações a todos os participantes.E parabéns aos que tiveram esta bela ideia!
Só agora deixo um comentario, porque só agora comprendo, o quanto estes assuntos são importantes, e estão a ganhar uma dimensão enorme.
De facto penso que o Castelo de Tomar como tantos outros castelos portugueses, tem saidas subterrâneas (Leiria,Torres Novas, Lisboa,Pombal)de emergência, penso. No entao tal como se diz na primeira foto e que me pareçe muito logico, um Castelo tão grande, como um Convento de enorme importância só pode ter algo, ainda mais fabuloso (será algo dentro dessas passagens subterrâneas?), por se desmistificar, falta mesmo saber o que e por onde começar!Estou a ver que este vosso blog tem muitos comentarios, isto é sinal que ha muitas pesoas intressdas nestes assuntos, por outro lado tenho receio, das más intensões.
Contudo vejo os inumeros "Post" que tem feito,e so demostra que quem os fez tem grande cultura Tomarense, mais ainda que mutos dos que estão á frente desta cidade.

Anónimo disse...

Arraiolos - realmente o castelo de Tomar deve encerrar grandes misterios. Quanto ao promenor da torre de menagem, julgo que o castelo teria outra configuração, pois é bem possivel q a cintura de muralhas que hoje conhecemos poderia ser a ultima linha de defesa do castelo. Se não esotu em erro, e já citado por Amorim Rosa, as muralhas deveriam abranger uma area que chegava ate a Rua do Pé da Costa de Baixo. Já agora aproveito para saudar esta salutar partilha de opniões em torno de um tema que tanto me fascina.

JOÃO disse...

Já que muito se fala de iniciádos e não se sabe o que esta a dizer ,deixo aqui um convite,a quem mora em Lisboa ou arredores para o lamçamento do livro Egipto Iniciático,de Fernand Schwarz que terá lugar no anfiteatro 3 da F. de letras de Lisboa no dia ,25 de Janeiro às 19horas.A apresentação estára a cargo do Prof.José carlos Fernández.Não esquecer que os templários,são os sosseçores dos egiptos.

DEGRACONIS disse...

Azul amanha tentar ter tempo para continuar aquilo que começei. A localização da foto ( caso já não saiba) e falar da sala de iniciação.

DEGRACONIS disse...

Texto de Umberto Eco em que descreve o castelo e convento, e onde fala da tal sala de iniciação ( julgo que já todos conhecem este texto, mas o transcrevo de qq forma):

"Se eu conseguia imaginar um castelo templário, assim era Tomar. Sobe-se por uma estrada fortificada que bordeja os bastiões exteriores, de seteiras em forma de cruz, e respira-se uma atmosfera cruzada desde o primeiro instante. Os Cavaleiros de Cristo tinham prosperado durante séculos naquele lugar: a tradição pretende que tanto o infante D. Henrique como Cristóvão Colombo eram dos deles, e com efeito haviam-se dedicado à conquista dos mares - fazendo a riqueza de Portugal………Comovi-me ao entrar na igreja dos Templários, com a sua rotunda octogonal que reproduz a do Santo Sepulcro. Encheu-me de curiosidade o facto de na igreja, conforme a zona, as cruzes templárias serem de forma diferente (…)

Depois o nosso guia levou-nos a ver a janela manuelina…… Mas dos dois lados da janela, a encerrar como que dentro de uma muralha as duas torres que a enquadravam, viam-se esculpidas as insígnias da Jarreteira. O que estava a fazer o símbolo de uma ordem inglesa naquiele mosteiro fortificado português? O guia não soube dizer, mas pouco depois, de outro lado, creio que de noroeste, mostrou-nos as insígnias do Tosão de Ouro. Eu não podia deixar de pensar no subtil jogo de alianças que ligava a jarreteira ao Tosão de Ouro, este aos Argonautas, os Argonautas ao Graal, e o Graal aos Templários…. Tive um sobressalto quando o nosso guia nos levou a visitar uma sal secundária, de tecto coberto em fechos de abóbada, Eram pequenas rosetas, mas algumas tinham esculpidas uma cara barbuda e vagamente caprina. O Baphomet (…)

Descemos a uma cripta. Ao fim de sete degraus, uma pedra nua leva à abside, em que poderia aparecer uma altar ou o cadeirão do grão-mestre. Mas chega-se, passando por baixo de sete fechos de abóboda, todos em forma de rosa e cada um maior que o anterior, e o último, mais expandido, por cima de um poço. A cruz e a rosa, e num mosteiro templário, e numa sala certamente construída antes dos primeiros manifestos rosa-crucianos... Fiz algumas perguntas ao guia que sorriu: " Se soubesse quantos estudiosos de ciências ocultas vêm aqui em peregrinação... Diz-se que esta era a sala de iniciação...."

O local da foto a preto e branco, que calculo ser tirada dos arquivos da DGEMN é o corredor que dá acesso a tal cripta, localizando-se a sul do Claustro dos Corvos. É necessário descer para o terreno adjacente ao convento e ai encontram-se uma série de salões ou criptas (no dizer do Umberto Eco) como que encaixotadas ou entererradas na fachada sul do convento. Pertenceu esta zona toda ao Marques de Tomar.

Na foto ainda aquela zona estava em obras. Já estão concluídas.

DEGRACONIS disse...

Azul,

Reparei nas fotos que publicou e fico satisfeito por coloca-las no blog. Pelos seus comentários às fotos dou conta que tem dúvidas sobre elas, e espero oportunamente, talvez fora do blog, aborda-las, nas possíveis respostas e questões que se possam levantar.

Mostra-nos uma foto com um baixo relevo com cavalos, e questiona-nos sobre tal. Deixe-me perguntar-lhe se sabe do que se trata esse “buraco”?

PS: Posso já adiantar-lhe que tal pedra está fora do seu local original.

Azul disse...

Ora viva!
Fico agradeçido com o seu contentamento e agradeçido pela disponiblidadeoferçida, que irei aproveitar fora das modernises dos computadores ;o)
Realmente não sei o que quererá aquela escultura significar, mas penso que faria parte de um conjunto de outras esculturas dadas como pistas...(formando assim um puzzle, juntamente com tantas outras espalhadas pelo castelo e convento)penso que aquele ondulado poderá pareçer uma serpente...
Contudo também não me pareçe que aquele fosse o sitio original da peça em questão, pois neste momento pareçe que está a servir de escoamento de águas vinda das hortas ou pomares do castelo...
Neste momento situa-se junto ás Portas do sangue, do lado da horta dos frades, e está no lado de fora das muralhas junto ao chão (cheio de silvas em seu redor).
Qual será o sitio original desta imagem e qual o seu contexto?

Abraços

Inside Job disse...

Ena tanta gente elucidada


Então a foto a preto e branco é ao pé da sala de Iniciação..., hem ??

Que tal se fosse na Enfermaria da Ordem de Cristo ???

Era melhor não era ?

Anónimo disse...

Afinal onde fica a foto a preto e branco? Na enfermaria?

inside job disse...

Claro, sob a ala Norte da Enfermaria, ao nível do 2º piso.

TEMPLÁRIO disse...

QUANTO Á POSIÇÃO DA CHAROLA E DA MURALHA DEVO DIZER QUE JA ELABOREI UM ESTUDO SOBRE ISSO APOIADO EM DOCUMENTOE ES PROVAS AINDA NNO LOCAL.

E REALMENTE PENSO QUE A CHAROLA NAO FICAVA NUMA EXTERMIDADE, OU SEJA NAO ERA ATRAVESSADA PELA MURALHA.
ISTO PORQUE SE MAURICE TIVER RAZAO E PENSO QUE SIM TINHA TODO O SENTIDO QUE A MURALHA SEGUISSE A FORMA DA CONSTELAÇÃO O QUE ALTERAVA A MURALHA ACTUAL.

PARA ESSA CONFIRMAÇÃO PODEMOS VER OS RESTOS DO ALABOR QUE SE ENCONTRA PERTO DAS IGREJAS DESTRUIDAS QUE NAO SE ENQUADRA NO SEGUIMENTO DA CHAROLA MAS SIM PASSARIA POR DETRAS DA MESMA.
BEM DEIXO O RESTO PARA OUTRO DIA

ATENCIOSAMENTE

TEMPLÁRIO

Julio Miguel Sampaio (julio.sampaio@netcabo.pt) disse...

Gostava de trocar dados contigo. Tenho feito alguns estudos sobre os tuneis medievais de Lisboa e a disposição de alguns locais sagrados.

Anónimo disse...

Boa noite.
Este ultimo post fez nos repensar qual o objectivo deste blog.
Chegamos a conclusão que não era de servir intresses e estudos individuais, mas sim uma partilha mutua de informações de e de opiniões.
Por isso esperemos que tal não volte de aconteçer.
Aos autores destes comentarios, pedimos compreensão e agradeçiamos que partilhassem os seus estudos de modo a gerar um debate, com varis opiniões, o que também seria positivo para o seu autor.
cumprimentos.
Azul e João

Julio Miguel Sampaio disse...

Parece que não foi bem entendido o que disse, se estou a colocar á disposição dados é porque estou a partilhar os mesmos. Penso é que isto é mais uma desculpa para andar tudo á chapada em vez de procurarem dados históricos válidos e consensuais.

Tive a ler alguns comentários e sinceramente não consigo perceber o que leva certos e determinados individuos a contra atacar a existencia de tuneis e outros dados que tanto alimentam o imaginario de tantas pessoas. Agora pergunto eu, serão assim tão imaginários que dados temos em contrário de tal?

Anónimo disse...

eu n tenh blog aki mas deixo aki uma interrogaçao....n meio d tantos peritos dos misterios d castelo e da ordem dos templarios, alguem sabe o que a a boca do inferno? sera que ixto tudo tem algo a haver com isso....quem saberá nao e?...
gostaria d debater este assunto com alguem k soubesse do que tou a falar...se alguem sober, avise oki?vo tar atento..

bjouclay

julio miguel sampaio disse...

Boca do Inferno, só conheço em Cascais.

Julio Miguel Sampaio disse...

encontrei no site da DGMNE uma fotografia de uma daquelas entradas, mas aberta, sugiro que vejam as fotografias do castelo em fontes documentais em www.monumentos.pt, vão achar interessante

Anónimo disse...

A é !!! Essa pagina já é velha.Não tras nada de novo.Dai de Tomar já nada há de novo.Vireime agora para Castelo Branco,pois o branco erá a core dos templário e os templarios estão ligados a luta do bem contra o mal,branco contra negro,
Alias esta na bandeira deles.

Rui

Anónimo disse...

De facto "Boca do Inferno" só conheço em Portugal uma, a de Cascais. É a essa a que te referes de realmente?

Ps: Julgo que a simbologia associada às bocas do inferno é a do mítico leviathan, a boca infernal do monstro que personifica o mal.

515

Anónimo disse...

TANTO SÍMBOLO ,TANTA COISA,TANTO NUMERO E PARA QUE ?NÃO ANDARA AQUI A MAÇONARIA A FAZER PESQUIZAS ,AFINAL TAMBEM NADA SABEM .LÁ COM OS SEUS RITUAIS SATANICOS.nÃO PASSAM DE UMA MAFIA.MAS QUE FAZER ESTAMOS EM pORTUGAL.tENHAM CUIDADO MAS É COM OS MAILS QUE ALGUMAS PESSOAS TEM POSTO ,PODEM VIR A SER INVESTIGADOS.

Noblis disse...

Considero o tema extremamente interessante, não imaginava sequer (desculpem a ignorancia), tamanho mistério em Tomar. Atingi este blog devido a alguma pesquisa que efectuei após uma visita a Tomar, apesar da atmosfera que se sente no Castelo e no convento, o sitio que mais me tocou foi a igreja de Sta Maria do Olival. Será que devo aprofundar o meu conhecimento nestes temas, ou com tanta divergência e especulação isto seria uma perda de tempo.

Alex disse...

Caro Azul e João.
Deixem-me que vos diga que o tema que debatem é deveras interessante, longe de mim abordar tal assunto nas minhas conversas de café (acabo de sofrer um upgrade eheheh). Apesar de não morar em Tomar, abdico muito do meu tempo na cidade, seja por razões profissionais como lazer. Gostava de opinar sobre o assunto. Apesar de ser bastante observador, desconheço várias coisas sobre Tomar e a sua História. Mas há uma coisa que me fica no pensamento. As alterações que comentam e as mudanças que dizem existir não se atribuirão a uma constante degradação dos locais? Alteração climática, cheias, etc. Acho que a falta de atenção em restaurar certos e determinados locais, também poderá ser um "peso" nessa transformação não acham? Desculpem-me se estiver a devanear ou se o que estiver a alegar não seja nada de novo. Sou um género de "turista" mas sempre pronto a aprender. Já agora, sem querer abusar da vossa paciência (e perdoem-me o testamento), estou a fazer um trabalho de pesquisa sobre o concelho de Tomar, precisamente as suas freguesias, e ando um tanto perdido no que toca a imagens, terão a possibilidade de me ajudar em algo? Agradeço a compreensão.
Faço questão de visitar o vosso blog brevemente.
Os meus cumprimentos

P.S. Se for conveniente, o meu contacto: as.almeid@gmail.com

MARIA disse...

Não sou a pessoa mais indicada para dizer isto, mas não será a fotografia a preto e branco dentro das masmorras, perto da Torre de D. Catarina?... É um mero palpite...

Anónimo disse...

Em relação à iamgem do seculo XVII, existem dados que confirmam q aquela era a arquitectura original da entrada para a Charola.

V